Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
15/02/21 às 21h37 - Atualizado em 16/07/21 às 18h05

Sarampo

“Dose zero”

 

Secretaria de Saúde alerta a população sobre a importância de levar as crianças com idade entre seis a 11 meses para tomarem a chamada “dose zero” da vacina tríplice viral, que protege contra sarampo. O objetivo é intensificar a vacinação desse público-alvo, que é mais suscetível a casos graves e óbitos pela doença.

 

Devido ao surto de sarampo no país, a pasta reforça a necessidade de as crianças serem vacinadas o quanto antes nas unidades básicas de saúde (UBSs) do DF. É justamente nesta faixa etária que há risco de maior complicação e óbito em decorrência do sarampo, por isso é muito importante atualizar o cartão de vacinação. Todas  crianças menores de um ano têm potencial maior de gravidade. Lembrando que a ‘dose zero’ é indicada somente para os bebês de seis a 11 meses de idade.

 

tríplice viral está disponível na rotina dos serviços de todas as salas de vacina. Ela previne também contra rubéola e caxumba.

 

A doença e vacinação em adultos

 

O sarampo é uma doença infecciosa grave, causada pelo vírus Measles morbillivirus e que está em circulação no Brasil. Existe uma vacina para prevenção, chamada de tríplice viral, aplicada em todas as unidades básicas de saúde (UBSs) do Distrito Federal. Contudo, um importante reforço dela é necessário devido ao surto da doença no país. Uma dose extra deve ser tomada por pessoas entre 20 a 49 anos de idade, público-alvo da Estratégia de Vacinação contra o Sarampo.

 

Secretaria de Saúde alerta essa parcela da população a buscar pela dose extra da vacina o quanto antes, mesmo que já a tenha recebido anteriormente. Independente de quantas doses já tenha tomado, é importante tomar outra, desde que não tenha sido nos últimos 30 dias. O objetivo é eliminar a circulação do sarampo no Brasil, que está em surto ativo e tem tido casos especialmente em pessoas entre 20 e 49 anos.

 

O DF é um exemplo dessa realidade. Dos cinco registros positivos da doença no Distrito Federal, em 2020, quatro estão nessa faixa etária.

 

Doses

 

Independentemente de quantas doses tenham sido registradas na caderneta de vacinação, as pessoas entre 20 e 49 anos podem ter acesso à dose extra. Entretanto, todos indivíduos de 12 meses a 29 anos de idade precisam ter duas doses da vacina tríplice viral. Os de 30 a 59 anos devem ter pelo menos uma dose.

 

A tríplice está disponível na rotina dos serviços de todas as salas de vacina do Distrito Federal.

 

Sintomas

 

O primeiro sinal do sarampo é a febre alta que dura de três a cinco dias, acompanhada de coriza, tosse e olhos avermelhados. Após alguns dias surgem manchas avermelhadas na pele, com início na face e atrás do pescoço, progredindo em direção aos membros inferiores. Após o aparecimento das manchas, a persistência da febre por mais de três dias é sinal de alerta e pode indicar gravidade, principalmente em crianças menores de cinco anos de idade.

 

 

Texto: Leandro Cipriano/Arquivo SES

Edição: Johnny Braga

Artes: Rafael Ottoni/Arquivo SES