Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
31/03/20 às 17h35 - Atualizado em 1/04/20 às 20h52

Saúde abre novos processos para adquirir mais insumos e medicamentos 

Pasta divulgou extratos de aquisição, dispensas de licitação e pregões eletrônicos

 

Os esforços para manter a rede pública de saúde abastecida com insumos e medicamentos durante a pandemia do coronavírus continuam a todo vapor. Um total de 29 extratos para adquirir novos produtos, além de dispensas de licitação e pregões eletrônicos, foram abertos para comprar remédios, materiais hospitalares e contratar serviços de manutenção. Os processos foram publicados pela Secretaria de Saúde na edição do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta terça-feira (31).

 

“O principal objetivo dessa medida é o abastecimento da rede, para dar as melhores condições de trabalho aos profissionais de saúde e o melhor atendimento possível aos pacientes. Nossa luta para manter os estoques com medicamentos, insumos e materiais continuará enquanto for preciso”, afirmou o secretário de Saúde, Francisco Araújo.

 

Dois dos extratos de aquisição correspondem à compra de insulinas e de comprimidos de hidroxicloroquina, para serem entregues no prazo de 30 dias. Esse último medicamento é utilizado por pacientes com malária, lúpus e doenças reumatoides, mas também é uma das apostas no combate às complicações pulmonares de pacientes diagnosticados com a Covid-19.

 

A lista de aquisições também inclui fórmulas infantis para lactantes; alimentos para dietas com restrição de proteínas; e produtos para reforçar a hidratação dos pacientes de dengue, como as bolsas de solução injetável de cloreto de sódio 0,9%.

 

Há ainda materiais hospitalares como cateter umbilical; sondas nasogástricas e de látex; cabos de fibra laser ótica; fios de aço Kirschener para fixação de fragmentos ósseos; nebulizadores; solução injetável de amiodarona para o controle de arritmias cardíacas; entre outros.

 

A pasta ainda publicou avisos de dispensas de licitação para adquirir medicamentos como o denosumabe, para tratamento de osteoporose, e o dupilumabe, utilizado para dermatites atópicas – doença não-contagiosa que pode vir associada à asma brônquica e rinite alérgica. O recebimento das propostas será até os dias 1 e 2 de abril, a depender do produto. As empresas interessadas podem mandar as ofertas pelo e-mail dispensadelicitacao.sesdf@gmail.com.

 

PREGÕES – Quanto aos pregões eletrônicos, foram abertos para adquirir medicamentos; xarope etossuximida; um kit de cateter para atender as demandas de cirurgias pediátricas; agulhas para biopsia de mamas; e para a contratação de uma empresa que preste serviços de manutenção continuada no Hemocentro. As propostas para os pregões podem ser enviadas até 13 de abril.

 

As empresas interessadas podem enviar as propostas para os quatro primeiros leilões no site www.comprasnet.gov.br. Os editais encontram-se no site, sem ônus, ou com ônus, no endereço físico da Secretaria de Saúde, no Setor de Áreas Isoladas Norte (SAIN). O documento está disponível na Central de Compras, sala 83.

 

Quanto ao pregão referente à manutenção no Hemocentro, o edital está disponível nos sites www.comprasgovernamentais.gov.br e www.fhb.df.gov.br. Também pode ser pego, com ônus, no endereço da unidade, localizada no Setor Médico Hospitalar Norte (SMHN), quadra 3, conjunto A, bloco 3, Asa Norte.

 

GDF – Sob comando da Secretaria de Economia, o Governo do Distrito Federal (GDF) está organizando uma licitação, no valor total de R$ 13,4 milhões, para buscar empresas que se comprometam a oferecer os produtos por ata de registro de preços, entre eles, os da Secretaria de Saúde.

 

Após definir os valores, os órgãos da administração direta podem adquirir os insumos diretamente por adesão.

 

Leandro Cipriano, da Agência Saúde
Fotos: Breno Esaki, da Agência Saúde, e Mariana Raphael/Arquivo-SES