Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/10/20 às 18h34 - Atualizado em 23/10/20 às 16h54

Saúde Bucal faz mais de 160 mil atendimentos em sete meses

COMPARTILHAR

Serviços priorizaram urgência e emergência e foram feitos de janeiro a julho

 

LEANDRO CIPRIANO

 

As equipes de saúde bucal da Secretaria de Saúde fizeram 160.541 atendimentos à população do Distrito Federal entre janeiro e julho deste ano. Os profissionais enfrentaram o desafio de modificar práticas tradicionais para prestar uma assistência mais segura aos usuários durante a pandemia da Covid-19, sendo priorizadas as urgências e emergências e seguidas todas as recomendações sanitárias vigentes.

 

Atendimentos de odontologia ocorrem nas UBSs, hospitais e UPAs – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde DF

 

O foco principal foi acolher aqueles que realmente tinham uma necessidade maior pelo serviço. Os 576 dentistas da rede pública mobilizaram-se para dar acesso à demanda crescente pelos procedimentos. Tudo isso atendendo aos critérios de biossegurança para a equipe, como a paramentação dos servidores com equipamentos de proteção individual (EPIs).

 

“Esses mais de 160 mil atendimentos significam que mesmo diante de todo o risco que envolve os serviços odontológicos durante a pandemia, devido à elevada geração de aerossol, a odontologia não parou”, destaca a Referência Técnica Distrital (RTD) de Saúde Bucal da Secretaria de Saúde, Alessandra Fernandes.

 

As equipes de saúde bucal ainda se mobilizaram para dar apoio em outras necessidades das unidades de saúde, como participar do acolhimento dos usuários que chegam às unidades básicas de saúde (UBS) e da testagem em massa da população para o novo coronavírus.

 

Kits de higiene bucal

 

Centenas de kits de higiene bucal da Secretaria de Saúde foram distribuídos durante a pandemia por equipes de odontologia que atendem na Atenção Primária. Como o coronavírus tem uma alta concentração na cavidade bucal, os profissionais de saúde mobilizaram-se por meses para combater a Covid-19 e estimular a higiene bucal na população em vulnerabilidade social.

 

Atendimentos continuaram mesmo com a pandemia de Covid-19 – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde DF

 

As equipes de saúde bucal das unidades básicas de saúde (UBSs) 3 e 11 de Samambaia, por exemplo, uniram-se aos servidores do Núcleo Ampliado de Saúde da Família (Nasf) dessas UBSs para arrecadar cestas básicas e distribuir os kits na área conhecida como Rocinha, uma expansão de Samambaia com famílias em situação de vulnerabilidade social.

 

Já na UBS 2 do Gama, as equipes entregaram ao longo da pandemia os kits e ainda trabalharam nas testagens em massa para detectar a Covid-19, atendendo tanto em escolas como pelo sistema drive-thru – modelo introduzido em abril pela Secretaria de Saúde para evitar aglomerações, uma vez que o usuário não precisava sair do carro para fazer o teste.

 

Na UBS 1 de São Sebastião os dentistas decidiram criar um banner para orientar os pacientes sobre a importância da higiene bucal e a prevenção contra o coronavírus. Além disso, também foi promovida pela equipe da Gerência de Odontologia uma ação no Autódromo Internacional Nelson Piquet, orientando as pessoas em situação de rua abrigados no local sobre a importância da higiene bucal, além de entrega de kits de escovação.