Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/09/17 às 17h12 - Atualizado em 30/10/18 às 15h18

Saúde distribuirá cartilhas sobre exercícios fisioterapêuticos

COMPARTILHAR

São 200 mil unidades e quatro tipos de materiais diferentes

BRASÍLIA (20/9/17) – A Secretaria de Saúde começou a distribuição de 200 mil cartilhas básicas de exercícios fisioterapêuticos para pacientes com dores crônicas. O material possui quatro versões, divididas entre os assuntos: braços e pescoço, pernas e coluna, prevenção de quedas e informativo sobre erva baleeira.

“Nosso objetivo é contribuir para a independência funcional dos pacientes, já que os exercícios ajudam no alívio de sintomas como dores e melhora da qualidade de vida”, explicou a coordenadora de fisioterapia da Gerência de Saúde Funcional, Aline Helou.

Produzido pela Gerência de Saúde Funcional, em parceria com o Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 11ª Região, o material será distribuído pelos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (Nasf) e Ambulatórios de Saúde Funcional, exceto o do Hospital Materno Infantil, em razão do perfil de pacientes atendidos.

Nas cartilhas, há desenhos explicativos sobre frequência e execução dos movimentos que podem ser feitos em casa para amenizar os quadros de dor e que não têm contraindicação. No caso da versão sobre braços e pescoço, bem como pernas e coluna, os pacientes são orientados a fazer alongamentos. Esse tipo de exercício físico possibilita a manutenção ou melhora da flexibilidade muscular.

“A cartilha sobre prevenção de quedas preza pelo fortalecimento muscular e equilíbrio, enquanto o material sobre erva baleeira orienta sobre os benefícios desse fitoterápico que é um anti-inflamatório natural que auxilia no combate das dores”, explicou a profissional, ao lembrar que em caso de dúvidas ou piora da dor dores, deve-se procurar o fisioterapeuta.

Segundo ela, outros modelos estão sendo trabalhados para pacientes neurológicos, pacientes que dependem de cadeiras de rodas, bebês com atraso de desenvolvimento, paralisia cerebral e incontinência urinária.

REDE – Os 15 ambulatórios de saúde funcional estão distribuídos entre as regiões: Norte (hospitais de Sobradinho e de Planaltina), Leste (Hospital da Região Leste), Oeste (hospitais de Ceilândia e Barzlândia, e Sudoeste (Hospital Regional de Taguatinga, Ambulatório de Saúde Funcional de Samambaia e CER II de Taguatinga).

O serviço também é oferecido nas regiões Sul (hospitais de Santa Maria e Gama), Centro-Norte (Hospital Regional da Asa Norte), Centro-Sul (Hospital Regional do Guará), além de hospitais de Base e de Apoio de Brasília.

Já os NASFs estão em Ceilândia, Samambaia, Gama, Brazlândia, Planaltina, Riacho Fundo II, Sobradinho, Estrutural, Recanto das Emas, Guará, Núcleo Bandeirantes.

Confira aqui a cartilha sobre braços e pescoço.

Confira aqui a cartilha sobre pernas e coluna.

Confira aqui a cartilha sobre prevenção de quedas.

Confira aqui a cartilha sobre erva baleeira.