Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
21/03/13 às 17h46 - Atualizado em 30/10/18 às 14h58

Saúde divulga balanço da dengue no DF

COMPARTILHAR

Maioria dos focos está nas residências

O secretário de Saúde, Rafael Barbosa, divulgou nessa quinta-feira (21), no Taguaparque, em Taguatinga, o boletim epidemiológico da dengue no Distrito Federal. Os dados revelam que nas primeiras doze semanas de 2013 o número de casos confirmados aumentou 75%, em relação ao mesmo período de 2012. Já o número de notificações subiu 141,5% se comparado com o mesmo período do ano anterior.

Cerca de 80 a 90% dos focos do mosquito Aedes Aegypti são encontrados pelos Agentes de Vigilância Ambiental dentro das residências. “Fazemos um apelo à população para que receba os agentes da Vigilância Ambiental e contribua retirando o lixo e eliminando situações que favorecem a proliferação do mosquito transmissor da doença”, alerta o secretário de Saúde lembrando que a participação de cada morador é fundamental para acabar com a dengue.

A situação é preocupante não apenas no Distrito Federal, mas em todo país, principalmente na região Centro-Oeste. As cidades de Goiânia-GO e Campo Grande-MS estão vivenciando epidemia de dengue. Mais próximo do DF, os municípios de Águas Lindas de Goiás e Santo Antonio do Descoberto-GO alertam sobre o surto da doença.

De acordo com os dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN), de 1º de janeiro a 20 de março de 2013, foram notificados 2.908 casos suspeitos de dengue no Distrito Federal, dos quais 435 foram confirmados como autóctones (transmissão no DF), 522 foram importados de outras unidades da federação, e receberam atendimento na rede de saúde do DF. 

As cidades com maior incidência de dengue autóctone são Ceilândia (69), Taguatinga (42), Sobradinho II (36), Samambaia (29) e São Sebastião (24), respectivamente. Até o momento, a vigilância virológica identificou a circulação dos vírus tipo 1 e 4 no DF.

Ações

Desde o início do ano a SES/DF vem intensificando as ações de combate à dengue em todo DF. Na manhã dessa quinta-feira, caminhões de coleta e agentes de saúde estiveram no Setor Me Norte, para coletar o material inservível (garrafas pet, vasos, pneus velhos e recipientes plásticos) retirado das residências pelos moradores, durante o mutirão de combate à dengue iniciado segunda-feira. Desde o início da semana, 70 trabalhadores distribuídos em equipes de agentes comunitários e ambientais, profissionais da Administração de Taguatinga e Agefis percorreram todas as ruas da “M” Norte, orientando a população quanto à coleta do material a ser recolhido pelo mutirão, além de distribuírem panfletos educativos sobre a proliferação do mosquito transmissor da dengue (Aedes aegypti).

 Também nesta semana, agentes da Vigilância Ambiental realizam a 16ª Semana de Prevenção da Dengue em Ceilândia. As equipes estão visitando residências no Setor P Sul para identificar focos do mosquito Aedes Aegypti, orientar os moradores sobre atividades para eliminar os focos de dengue e retirar o lixo das casas que será recolhido pelo SLU. Durante toda a semana professores estão orientando os alunos nas escolas, para que possam identificar em casa possíveis focos de dengue e removê-los.