Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
14/01/16 às 10h14 - Atualizado em 30/10/18 às 15h14

Saúde do DF empresta dois carros fumacê a Santo Antônio do Descoberto

Acordo tem como objetivo diminuir a presença do mosquito que provocou no município goiano três casos de zika vírus e mais de 100 de dengue em janeiro

BRASÍLIA (14/1/16) – A Secretaria de Saúde do Distrito Federal emprestou dois carros fumacê para Santo Antônio do Descoberto (GO), no Entorno do Distrito Federal. Os veículos circularão pelas ruas espalhando o veneno para matar o mosquito Aedes aegypti, causador da dengue, do zika vírus e das febres chikungunya e amarela.

A ação deve começar até sexta-feira (15) e não tem data para acabar. O acordo interestadual foi formalizado na manhã desta quarta-feira (13), no município goiano, durante encontro entre o prefeito Itamar Lemes do Prado e o secretário de Saúde do DF, Fábio Gondim. “Contar com o apoio de Brasília mostra que não existe questão territorial quando o assunto é saúde pública”, sintetiza Prado.

O principal motivo para a cooperação é o alto número de focos no município. De acordo com a assessoria da prefeitura, de 19 a 26 de dezembro do ano passado, uma força-tarefa visitou 18 mil residências e em mais da metade delas havia focos de larva do mosquito.

REGISTROS – Apesar de não haver relatos de chikungunya, Santo Antônio do Descoberto constatou três casos de zika vírus — duas gestantes e uma criança de 2 anos — e mais de cem referentes à dengue apenas neste mês.

Além dos carros, o Laboratório Central de Saúde Pública do DF receberá 40 amostras de sangue de moradores da cidade goiana com suspeita de infecção pelo zika vírus. A ideia é fazer as análises e informar à população sobre casos confirmados para que o tratamento comece imediatamente.

De acordo com Gondim, a luta contra o inseto não pode ficar nas barreiras regionais. O combate, enfatiza o secretário, é uma questão de saúde pública nacional: “O governo faz a sua parte, mas o cidadão precisa se conscientizar de que a vigilância diária e residencial é dever de cada um”.

PLANO DE COMBATE – No Distrito Federal, a Secretaria de Saúde intensificou o combate ao Aedes aegypti. Nesta semana, Varjão, Asa Norte, Lagos Sul e Norte contam com ações do plano de enfrentamento ao mosquito. O trabalho abrange atividades como limpeza de telhados de paradas de ônibus, orientações à comunidade e limpeza e inspeção de imóveis.

A força-tarefa é composta por 120 militares do Exército, 50 da Marinha, cem bombeiros militares, além de agentes da Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil, da Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social, da Vigilância Ambiental do Distrito Federal (da Secretaria de Saúde), de servidores da Agência de Fiscalização do Distrito Federal (Agefis), do Serviço de Limpeza Urbana (SLU), da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) e do Departamento de Estradas de Rodagem (DER). Em breve, também integrará a equipe a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF).

Confira aqui a galeria de fotos.