Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
25/03/13 às 12h17 - Atualizado em 30/10/18 às 14h58

Hran terá centro de referência de Síndrome de Down

COMPARTILHAR

Atendimento a crianças e adultos, a partir de abril

O Centro de Referência Interdisciplinar em Síndrome de Down será inaugurado nesta terça-feira (26), às 15h, pela Coordenação Regional de Saúde da Asa Norte. O núcleo desse serviço funcionará no HRAN,  a partir de abril. A solenidade será realizada no auditório do Hospital Regional da Asa Norte (HRAN).

“Tenho uma grande sensibilidade para com esses pacientes e sinto-me na obrigação de desenvolver um programa de maior complexidade e com agregação tecnológica”, comenta o coordenador-geral de Saúde da Asa Norte, Paulo Feitosa. De acordo com ele, o Centro de Referência Interdisciplinar tem o objetivo de oferecer atendimento completo ao paciente com Síndrome de Down, interligando as várias especificações necessárias ao bom atendimento.

“O paciente com Síndrome de Down necessita de assistência interdisciplinar e acompanhamento de diversos profissionais”, afirma a coordenadora do Centro, a pediatra Moema Arcoverde Bezerra. De acordo com a ela, a base da equipe é composta por pediatra, fonoaudiólogas, terapeutas ocupacionais e fisioterapeutas. A coordenadora explica ainda que esse paciente contará com suporte continuado nas áreas de Odontologia e Nutrição. “Além disso, dependendo da necessidade do caso, o paciente será encaminhado às especialidades médicas como Oftalmologia, Cardiologia, Endocrinologia, Gastroenterologia, Onco-hematologia, Neurologia, Otorrinolaringologia, Psicologia e Psiquiatria”, destaca Moema.

“O atendimento aos pacientes com Síndrome de Down era realizado de maneira informal há 25 anos e funcionava, voluntariamente, no Centro de Saúde nº 11”, relata Moema. A pediatra comenta que mais de 500 pacientes já receberam atendimento médico nessa unidade. Com a inauguração do Centro de Referência Interdisciplinar, o serviço será realizado de forma integral no HRAN.

Os pacientes que estão em acompanhamento continuarão a ser atendidos, porém, no Centro de Referência Interdisciplinar em Síndrome de Down do HRAN. O atendimento médico será semestral. Cada criança atendida terá o seu acompanhamento com o pediatra geral. Os pacientes de primeira vez, sejam adultos ou crianças, serão acolhidos por esse Centro e receberão os encaminhamentos necessários.

A inauguração do Centro de Referência conta com a parceria do Instituto Ápice Down e com o apoio da Federação Brasileira de Associações de Síndrome de Down. A cada 700 nascidos vivos, um tem Síndrome de Down.

Patrícia Kavamoto