Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
31/05/19 às 14h52 - Atualizado em 31/05/19 às 16h52

Saúde inicia distribuição de mais de 28 mil testes rápidos de dengue

COMPARTILHAR

Estoque usado para abastecer a rede chegou nesta sexta-feira

 

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal adquiriu, nesta sexta-feira (31), 28.260 testes rápidos de dengue e já está abastecendo as unidades de saúde. Desse total, 11.960 ajudam a detectar a doença entre quatro a sete dias do início dos sintomas, enquanto os 16.300 restantes detectam a partir de sete dias do contágio.

 

Os testes são uma ferramenta complementar ao diagnóstico convencional, que é soberano e realizado com exames clínicos pelo médico, que se baseia em sinais e sintomas apresentados pelo paciente.

 

A remessa de testes rápidos estava prevista para chegar somente no dia 14 de junho. Contudo, a área técnica da Secretaria de Saúde conseguiu, junto à empresa prestadora do serviço, antecipar para hoje a chegada do lote.

 

“O material está disponível para todos. É importante ressaltar que a Farmácia Central atende de acordo com a demanda das unidades. Como há uma emergência de abastecimento, avaliamos conforme o histórico de consumo de cada local”, afirmou a diretora da Subsecretaria de Logística da pasta, Carol Rezende.

 

A diretora destacou que o estoque de mais de 28 mil testes rápidos é suficiente para abastecer hospitais, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e tendas de hidratação para o atendimento exclusivo a pacientes com suspeita de dengue.

 

SINTOMAS – Como nos primeiros meses do ano há, historicamente, mais casos de dengue, é importante observar os sintomas da doença, como dores abdominais intensas, vômitos constantes, sangramento de mucosas, hipotermia (baixa na temperatura corporal), entre outros. Nesses casos, a pessoa deve procurar, o mais rápido possível, a unidade básica de saúde de referência da região onde mora.

 

Também é importante não tomar remédios sem consultar o profissional de saúde, pois o uso incorreto deles pode agravar a doença. Entre os medicamentos que não devem ser ingeridos quando se está com sintomas de dengue estão aspirina, ibuprofeno, nimesulida ou diclofenaco.

 

Leandro Cipriano, da Agência Saúde
Fotos: Breno Esaki/Saúde-DF