Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
17/04/14 às 21h06 - Atualizado em 30/10/18 às 15h10

Saúde presta atendimento na Via Sacra de Planaltina

COMPARTILHAR

Postos estratégicos darão suporte médico aos espectadores

 A Secretaria de Saúde (SES-DF) montará três postos no Morro da Capelinha para atender a população durante a Via-Sacra de Planaltina. A encenação da Paixão de Cristo deverá reunir cerca de 200 mil pessoas, além dos 600 atores, a partir das 15h de sexta-feira (18). O serviço de saúde envolverá equipes da coordenação de Saúde de Planaltina, Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) e Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal.

De acordo com a coordenadora geral de saúde de Planaltina, Mônica Rocha Rodrigues, os profissionais vão trabalhar em postos montados estrategicamente ao longo do percurso da encenação e funcionará de forma integrada com o Corpo de Bombeiros e o Samu.

A equipe da Secretária de Saúde será composta por médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, com suporte de ambulâncias do Samu e do Corpo de Bombeiros.

Nos anos anteriores as principais intercorrências registradas envolveram problemas como desmaio, crise hipertensiva e hipoglicemia. Alguns integrantes da encenação também procuraram atendimento. “Como a apresentação é longa e envolve centenas de pessoas, muitos acabam passando mal”, informa o gerente de enfermagem do Hospital Regional de Planaltina (HRPl), Cleber Cunha.

A equipe de saúde está preparada para atender qualquer eventualidade e aconselha as pessoas que vão ao Morro da Capelinha para assistir a Paixão de Cristo a usar roupas leves, evitar levar crianças de colo, ingerir bastante líquido e ficar distante das encostas e ribanceiras para evitar possíveis acidentes.

A encenação está prevista para terminar às 21h. O evento, que ocorre desde 1973, tem como característica encenar a morte e ressurreição de Cristo apenas com atores da comunidade local. O espetáculo faz parte do calendário cultural do DF.

Tatiane Gomes, da Agência Saúde DF