Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
30/10/12 às 13h08 - Atualizado em 30/10/18 às 14h57

Saúde participa do Seminário da História do Itapoã

COMPARTILHAR

Resgate da história da região para toda a comunidade

 

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal, por meio da Coordenação Geral de Saúde do Paranoá, participou do “Seminário da História do Itapoã”, realizado na quinta-feira, (17). A Regional de Saúde do Paranoá atende às regiões administrativas do Paranoá e Itapoã, bem como aos núcleos rurais da região.

O evento foi organizado pela Rede Social do Paranoá e Itapoã com o objetivo de resgatar a história da região. No evento estiveram presentes antigos moradores, pioneiros que contaram a história da região administrativa. Acredita-se a iniciativa tenha fortalecido a identidade dos moradores locais, elevando a autoestima e o sentimento de pertencimento destes ao local que habitam. Houve diversas apresentações musicais, exibição de filmes e documentários produzidos no próprio território além de diversão para as crianças da comunidade.

A diretora Regional de Atenção Primária à Saúde do Paranoá, Eleuza Martinelli, representando o coordenador-geral de Saúde, Rommel Costa, falou nas conquistas da Secretaria de Saúde como o Centro de Saúde do Itapoã; UBS; CAPS AD; Programa Saúde na Escola – PSE. Ela falou ainda que há previsão de ampliação da cobertura pela estratégia de Saúde de Família, da ampliação da Unidade Básica de Saúde com mais uma equipe e sobre a construção de uma UPA. Ela enfatizou ainda a implementação do Programa Girassol que hoje presta atendimento psicossocial às pessoas em situação de violência e seus familiares visando contribuir para redução dos índices de violência locais.

O Programa de Pesquisa, Assistência e Vigilância às Violências também conhecido como Programa Girassol esteve presente no evento com um estande repleto de panfletos informativos sobre prevenção à violência. Aproveitou-se o momento que reunia órgãos públicos, entidades da sociedade civil e comunidade para conversar com as pessoas presentes sobre a importância de cada um, dentro de suas possibilidades e papéis, trabalhar no enfrentamento à violência. Segundo a coordenadora e assistente social do programa, Isabella Stephan, devido a enorme complexidade do fenômeno da violência, somente por meio de uma atuação em rede, envolvendo Estado, família e sociedade é que se terá sucesso na promoção de uma cultura de paz.

Ela afirma ainda que “a violência, com destaque para a intrafamiliar, ainda tem atingido fortemente as regiões administrativas do Paranoá e Itapoã. Apenas neste ano, aproximadamente 250 pessoas (dentre crianças, adolescentes, mulheres e idosos) procuraram os serviços de saúde locais com agravos à saúde resultantes do impacto causado por episódios de violência intrafamiliar. Temos buscado estratégias para o fortalecimento de nosso serviço, com destaque aos atendimentos psicossociais ofertados à população, à realização de capacitações para as redes intra e intersetoriais e ao matriciamento.”

O Programa Girassol localiza-se hoje no Corredor D, do Ambulatório do Hospital Regional do Paranoá, aonde atua uma equipe especializada no atendimento às vítimas de violência, composta por um assistente social, uma psicóloga e uma técnica administrativa. O telefone de contato do serviço é 3369-9899.