Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
30/09/19 às 15h44 - Atualizado em 1/10/19 às 15h49

Saúde prepara ações de prevenção ao câncer de mama no Outubro Rosa

Objetivo é incentivar a realização de exames

 

Representantes de todas as regiões de saúde do Distrito Federal se reuniram para preparar as atividades alusivas ao Outubro Rosa, mês dedicado à conscientização e aos cuidados no combate ao câncer de mama.

 

Os 120 gerentes e responsáveis pela saúde em cada região saíram com a programação definida e com a orientação de manter, durante todo o mês, as unidades básicas de saúde (UBS) e as policlínicas de portas abertas para o acolhimento das pacientes e a solicitação dos exames de mama e o citopatológico (Papanicolau). Os detalhes serão apresentados pela pasta nos próximos dias.

 

As chefias das regionais foram unanimes em discorrer sobre a importância de se criar uma cultura de solicitação do citopatológico e da mamografia com o objetivo é ampliar a cobertura dessas investigações no âmbito do Distrito Federal.

 

“Estamos preparando, hoje, um novo momento. Vamos aproveitar melhor a mão de obra e virar esta chave. Esse é o único câncer que avisa quando vai chegar”, explica a secretária-adjunta de Assistência, Lucilene Florêncio de Queiroz.

 

Todas as regiões de saúde do DF possuem mamógrafo (algumas até com mais de um aparelho) com capacidade para acolher todo o público-alvo da campanha. A expectativa é de realizar 100 mil atendimentos.

 

Dentro do plano de ações para o Outubro Rosa, haverá uma atividade voluntária no HRT, que envolve reconstrução mamária e realização de tatuagem de aréola em mulheres mastectomizadas, além da distribuição de prótese mamária externa para as pacientes.

 

“Vamos entrar em um mês importantíssimo para a saúde das mulheres e, por isso, precisamos do empenho de todos os nossos colaboradores para promover a melhor assistência à população. Queremos oferecer a prevenção e evitar que as mulheres do DF adoeçam”, reforça o subsecretário de Atenção Integral à Saúde (Sais), Ricardo Tavares Mendes.

 

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), historicamente, o Distrito Federal é a quarta unidade da Federação em novos casos de câncer de mama, apresentando aproximadamente mil novos casos por ano, sendo que cerca de 60% das pacientes dependem do SUS para o tratamento.

 

DOENÇA O câncer de mama é o tipo da doença mais comum entre as mulheres, no mundo e no Brasil, depois do de pele não melanoma, correspondendo a 25% dos casos novos, a cada ano. No Brasil, esse percentual é de 29%.

 

Os especialistas esclarecem que o câncer de mama não tem somente uma causa. A idade é um dos mais importantes fatores de risco para a doença. As estatísticas mostram que quatro em cada cinco casos ocorrem após os 50 anos de idade.

 

Nivania Ramos, da Agência Saúde

Fotos: Brenos Esaki/Saúde-DF