Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
17/05/16 às 20h40 - Atualizado em 30/10/18 às 15h15

Saúde promove atendimento para caminhoneiros em Santa Maria

COMPARTILHAR

Programa “Comando de Saúde nas Rodovias” estará na BR 040

BRASÍLIA 17/05/16 – Motoristas de caminhão que passarem, nesta quarta-feira (18), no Posto Alfa, Km 0 BR 0-40, em Santa Maria, poderão participar de mais um programa “Comando de Saúde nas Rodovias (CRS) “, que oferece uma série de exames para verificar como anda a saúde da categoria.

No local, além das orientações sobre prevenção e vigilância a saúde, também será abordado o tema “Combate à exploração sexual de crianças e adolescente”, cujo Dia Nacional se comemora nesta quarta-feira.

O evento previsto para acontecer das 7h às 15h, é realizado em parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SEST/SENAT), o Departamento de Estradas e Rodagem (DER/DF) e a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes Terrestres (CNTTT).

A Secretaria de Saúde estará representada pelas equipes do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest/SVS), pela Gerência de Doenças e Agravos Não Transmissíveis (Gedant/SVS) e pela Diretoria de Atenção Primária à Saúde da Região.

“A ação é uma oportunidade a mais para que os profissionais caminhoneiros recebam atenção à saúde, direcionada a problemas relacionados à profissão. Serão oferecidos: avaliação da acuidade visual e auditiva, avaliação dermatológica, testagem rápida para HIV, verificação da pressão arterial e glicemia, além de orientações diversas sobre as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, direção defensiva e orientações relevantes sobre o tema definido para esta ação”, explica a servidora da Gerência de Vigilância em Saúde do Trabalhador (GEVST/Cerest- DF), Célia Regina da Costa Silva Pires.

O Comando de Saúde na Rodovia acontece quatro vezes ao ano. No primeiro, em 16 de março, as equipes de saúde atenderam 128 caminhoneiros. Desse total, 31% apresentaram doenças de pele. Os profissionais foram atendidos pela equipe do Programa de Vigilância dos Agravos da Pele Relacionados ao Trabalho (Vigipele), do Cerest/DF, e receberam o encaminhamento para uma avaliação mais ampla nas unidades de saúde, incluindo realização de biopsia. Todos os caminhoneiros receberam orientação de nutricionista e fisioterapeuta e quase metade receberam vacina contra a Febre Amarela.