Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/08/19 às 9h31 - Atualizado em 27/08/19 às 10h41

Saúde recebe próteses mamárias e sutiãs de adaptação

Foram adquiridas 641 unidades de cada para atender fila de 517 mulheres

 

A Secretaria de Saúde recebeu 641 unidades de próteses mamárias externas e 641 unidades de sutiã para adaptação de prótese mamária, destinadas a atender a 517 pacientes que aguardavam em fila, muitas delas, desde 2013. Os itens estão sendo entregues após avaliação e respeitando a ordem de registro na lista de espera.

 

Foram adquiridas 206 unidades de próteses mamárias externas tipo gota e em igual quantidade os sutiãs para adaptação de prótese mamária tipo gota. E mais 435 unidades tipo triangular, com a mesma quantidade de sutiãs para adaptação de prótese mamária tipo triangular. Essa quantidade refere-se à primeira execução da ata vigente n° 456/2018. Cada prótese custou R$ 120 e cada sutiã, R$ 84,30.

 

“A distribuição de todas as órteses e das próteses ambulatoriais para reabilitação física implica avaliação do usuário pelo Programa de Órteses e Próteses Ambulatorial, realizada no Núcleo de Atendimento Ambulatorial de Órteses, Próteses e Materiais Especiais. Após esse procedimento, os pacientes que necessitarem do material serão cadastrados no núcleo e receberão o item na medida em que estiver disponível na rede, respeitando a ordem de pacientes registrados em lista de espera”, explica a subsecretária de Logística, Mariana Mendes Rodrigues.

 

PRÓTESES – Para a gerente de Oncologia da Secretaria de Saúde, Érica Batista, a chegada dessas próteses é de extrema importância, do ponto de vista psicológico, para as pacientes mastectomizadas. “Aumenta a autoestima delas e também a adesão ao tratamento”, detalha.

 

As próteses são utilizadas por mulheres que precisaram retirar a mama em razão de um câncer. Segundo o painel de Oncologia do Instituto Nacional do Câncer (Inca), 1.863 mulheres estão em tratamento da doença no DF. Porém, nem todas precisam ser mastectomizadas.

 

 

Alline Martins, da Agência Saúde

Fotos: Mariana Raphael/Saúde-DF