Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/04/19 às 12h28 - Atualizado em 29/04/19 às 14h32

Saúde reforça combate ao Aedes em Sobradinho e Planaltina

COMPARTILHAR

Força-tarefa deste sábado contou com bombeiros e militares do Exército

 

A Secretaria de Saúde fez, neste sábado (27), mais uma investida no combate ao Aedes aegypti. Desta vez, as cidades contempladas foram as de Sobradinho e Planaltina. Cerca de 350 homens e mulheres do Corpo de Bombeiros Militar e 68 militares do Exército, acompanhados por 22 agentes da Diretoria de Vigilância Ambiental (Dival) percorreram ruas, avenidas e visitaram casas das duas localidades, desde as 7h da manhã até o início da tarde de hoje.

 

Centenas de casas foram visitadas pela força-tarefa, fazendo trabalhos educativos, coletando amostras e promovendo o tratamento dos focos do mosquito. De acordo com a chefe do núcleo de Vigilância Ambiental de Planaltina, Michelle Peçanha, esta é a terceira vez que a visita domiciliar acontece no sábado em Planaltina. As duas primeiras, foram realizadas com militares dos Bombeiros e agentes de vigilância ambiental. Desta vez a ação contou com o reforço dos militares do Exército.

 

Peçanha também informou que está ocorrendo uma Ação Social na Estância de Planaltina, numa parceria com a Administração Regional, “que é de suma importância para o nosso trabalho de vigilância, pois a educação é o principal caminho para conseguirmos um futuro sem dengue”, acrescentou. Ela explicou que a força-tarefa é realizada no sábado porque, nos dias úteis, muitos imóveis ficam fechados. “Hoje, a gente encontra um número bem maior de casas abertas, facilitando e ampliando o combate aos focos e as ações de orientação”.

 

Da mesma forma, e com os mesmos objetivos, a ação foi realizada em centenas de casas em Sobradinho por militares do Corpo de Bombeiros e agentes de vigilância ambiental. A Secretaria de Saúde contou, também, com parceiros, como a Administração Regional, Serviço de Limpeza Urbana, outras secretarias do GDF, além de servidores da própria SES e do Corpo de Bombeiros. A Companhia Ambiental de Saneamento do Distrito Federal (Caesb) forneceu copinhos de água.

 

A Secretaria de Saúde tem trabalhado, de forma intensa, para combater as larvas e o mosquito Aedes aegypti em todo o Distrito Federal. Até esta sexta-feira, 359.417 residências tinham sido inspecionadas em diversas regiões administrativas. Além disso, cerca de 441 mil imóveis receberam UBV pesado, conhecido popularmente como fumacê.

 

DADOS – O último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde, na quarta-feira (24), aponta 11.244 casos notificados de dengue, dos quais 10.885 (96,8%) são de residentes no Distrito Federal. Desses, foram registrados 10.042 (92,25%) casos prováveis de dengue.

 

A Região de Saúde Leste, com 2.735 (27,2%) ocorrências prováveis, continua registrando o maior número de casos prováveis entre as regiões de saúde do DF, seguida pelas regiões de Saúde Norte, com 1.887 (18,8%); Sudoeste, com 1.425 (14,2%); e Oeste, com 1.403 (14,0%) casos prováveis. Até agora, foram confirmados dez óbitos por dengue, 14 casos graves que sobreviveram e 163 casos de dengue com sinais de alarme.

 

Da Agência Brasília, com informações da Agência Saúde.