Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/07/15 às 17h05 - Atualizado em 30/10/18 às 15h12

Secretaria promove o “I Fórum de Informação aos Servidores”

Evento foi destinado aos executores dos mais de 4 mil contratos celebrados com fornecedores de itens essenciais para o funcionamento da rede

BRASÍLIA (7/7/15) – Mais de 250 executores de contratos da Secretaria de Saúde participaram, nesta terça-feira (7), do “I Fórum de Informação aos Servidores” (FIS), na Fepecs. A atividade marca o início de uma ação voltada para informar e qualificar os profissionais que atuam diretamente com os processos de compra de medicamentos, equipamentos, insumos e contratação de serviços indispensáveis para as Unidades de saúde.

Para o subsecretário de Administração Geral, Marcello Nóbrega, os servidores precisam estar atualizados com as informações sobre a legislação que a administração pública deve seguir, além de serem informados sobre novas propostas de trabalho que serão adotadas para restabelecer os serviços em toda a rede. São mais de 4 mil contratos acompanhados por executores que precisam ter prosseguimento correto para garantir a prestação de serviços.

“Queremos mostrar o quanto o servidor é necessário na condução dos contratos. Nós buscamos gerar um grupo coeso e forte, capaz de executar os processos de forma coerente e prestar os serviços de forma correta, diminuindo custos”, destacou o subsecretário.

Um exemplo citado por ele foi a adesão de um modelo de compras por mutirão, que deve ser executado todos os anos para garantir insumos por longos períodos e evitar o desabastecimento de itens essenciais. “Temos que nos adequar a um novo padrão. Iniciamos o ano fazendo muitas compras com dispensa de licitação. Isso é péssimo para administração pública, porque gera custos altos. Um medicamento que custava R$2, pagamos R$18”, enfatizou Marcelo Nóbrega.

Ao falar em economicidade, o subsecretário explicou que a pasta enfrenta diversas dificuldades. Além de um orçamento insuficiente, ele destacou a morosidade dos processos de compra e a dificuldade interlocução com os fornecedores contratados pela SES na gestão passada, já que houve atrasos e falta de pagamentos referentes à gestão passada.

“Por isso, realizamos um fórum em maio para os fornecedores. No evento, nós esclarecemos dúvidas e falamos do nosso esforço para regularizar as pendências. Agora, contamos com o esforço dos servidores para conseguir mudar esse quadro”, disse Nóbrega.

QUALIFICAÇÃO – Para capacitar os servidores sobre gestão de contratos, licitações e temas afins, já está marcado um curso que terá a participação de representantes de órgãos como o Tribunal de Contas do Distrito Federal. As inscrições estarão abertas no dia 13 de julho, no site da Escola de Governo do Distrito Federal (Egov).

“Serão 60 horas de curso. Teremos vagas reservadas para a Secretaria de Saúde. Nós vamos priorizar a pasta porque é uma das que mais possui executores de contratos, além de possuir um orçamento que precisa ser bem utilizado”, garantiu o diretor executivo, da Escola de Governo do GDF, Wilson Granjeiro, que estava presente no evento.

O diretor lembrou que é a Escola é uma parceira na capacitação dos servidores da SES e mais de 500 profissionais da pasta já foram capacitados neste ano, tanto por cursos presenciais como à distância.