Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
1/07/16 às 17h32 - Atualizado em 30/10/18 às 15h15

Secretário de Saúde recebe condecoração ‘Imperador Dom Pedro II’

COMPARTILHAR

Insígnia é a mais elevada comenda do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal

BRASÍLIA (1/7/16) – O secretário de Saúde do Distrito Federal, Humberto Fonseca, foi agraciado com a mais elevada condecoração do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal (CBMDF): 'Imperador Dom Pedro II'. Promovida na Academia de Bombeiro Militar, a solenidade homenageia civis e militares que prestaram serviços relevantes ao Corpo de Bombeiros do DF.

“É uma honra muito grande receber essa homenagem, que representa o reconhecimento da parceria entre a Secretaria de Saúde e o Corpo de Bombeiros em várias áreas: resgate, recolhimento de leite materno nas casas das mães para os Bancos de Leite, remoções aéreas e o trabalho conjunto realizado há muitos anos”, disse Humberto Fonseca, que recebeu uma medalha e uma placa.

Também foram agraciadas outras 350 autoridades e civis, como a primeira-dama, Márcia Rollemberg, que estava acompanhada do governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, condecorado em 2015 e presidente Honorário da Ordem do referido Mérito.

Entre os demais listados estavam a secretária-adjunta de Saúde, Eliene Berg; o diretor do Hospital Regional de Brazlândia, Robledo de Souza, e o chefe da assessoria de mobilização da Dengue, Ailton Domício. Também havia embaixadores, secretários de estados e representantes de outras organizações militares.

O comandante do Corpo de Bombeiros, Hamilton Santos, lembrou que a corporação está completando 160 anos de criação e 52 anos em Brasília. “Em 2 de julho de 1856, o imperador Dom Pedro II, um visionário, criou o Corpo de Bombeiros Provisório da Corte. 160 anos de lutas e batalhas, salvando vidas e preservando o patrimônio”.

CONDECORAÇÃO – A Ordem do Mérito Bombeiro Militar do Distrito Federal 'Imperador Dom Pedro II' foi instituída pelo Decreto nº 34.428/2013. A finalidade é agraciar bombeiros militares do DF e cidadãos da sociedade civil que tenham prestado notáveis serviços à corporação, além de militares das Forças Armadas e demais instituições militares, organizações militares e instituições civis que se tenham tornado credores de homenagem do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal.

CONCURSO – Durante o evento, o governador anunciou o concurso para o Corpo de Bombeiros, com 779 vagas. São 115 para oficias combatentes; 20 para oficiais médicos; 4 para oficiais cirurgiões-dentistas; 20 para oficiais do quadro complementar; 448 para combatentes; 112 para motoristas de viaturas; 55 para mecânicos de veículos e cinco para mecânicos de aeronaves.