Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
5/05/15 às 18h51 - Atualizado em 30/10/18 às 15h12

Secretário visita unidades de Saúde em Brazlândia

Dirigente avaliou a possibilidade de construir um novo posto de saúde

BRASÍLIA (4/5/2015) – O secretário de Saúde, João Batista de Sousa, fez nesta terça-feira (4) uma visita à Brazlândia para verificar a situação do atendimento médico em seis unidades da regional. O primeiro local visitado foi o Incra 8, onde há um terreno de cinco mil metros quadrados. A expectativa é de que um novo posto de saúde seja construído no local. A ideia é que a estrutura comporte até sete equipes do Programa Estratégia Saúde da Família (ESF), ampliando a cobertura do programa, que hoje funciona com 11 equipes e cobre 53% da população.

A construção deverá ser iniciada após negociação com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), autarquia federal proprietária do espaço. A verba para a obra será oriunda de emenda parlamentar, que já foi solicitada e deve ser autorizada assim que a Secretaria de Saúde receber oficialmente o terreno.

Na região, o posto de saúde que havia sido construído na década de 80 foi fechado há dois anos em razão da falta de estrutura física. Desde então, o serviço foi transferido para um espaço cedido pela administração regional. “A estrutura antiga do posto de saúde não tem condições de ser reformada. Por isso, estamos trabalhando para conseguir o terreno e verbas para construir uma nova unidade”, afirmou o secretário de Saúde.
O secretário seguiu a visita, passando pelos postos do Setor Veredinha 1 e 2 e pelos centros de saúde 1 e 2. No centro de número 2, o secretário, que é um profissional da saúde, recebeu a vacina contra a gripe.

PROFISSIONAIS- Após conversar com os servidores e a população, João Batista se comprometeu a fazer um esforço para contratar mais médicos para as áreas mais críticas. “Não podemos fazer grandes contratações por enquanto, mas vamos nos empenhar para aumentar o quadro de anestesista, pediatra, neonatologias e outros profissionais para as áreas que mais necessitam”, disse.

Segundo o secretário, também será avaliada a contratação de mais funcionários para as equipes da Estratégia Saúde da Família, já que algumas não possuem todos os profissionais previstos (um médico, um enfermeiro, pelo menos cinco agentes comunitários de saúde, um odontologista e um técnico de higiene bucal).

“Nós temos que incrementar a atenção básica, completando as equipes da Estratégia Saúde da Família, para ampliar a assistência à população”, informou o secretário, ao se dirigir para o último ponto a ser visitado, o Hospital Regional de Brazlândia (HRBz).

HRBz – O Hospital atende, em média, nove mil pessoas por mês. Para a unidade, o secretário de Saúde planeja reformar as caldeiras, construir um centro de parto normal e ampliar o bloco de centro de parto normal.
“As visitas estão sendo feitas em todas as unidades, não apenas nos hospitais. Estamos identificando as limitações da rede para a formulação de um plano estratégico de saúde, que incluirá tanto análises de recursos humanos, quanto de infraestrutura”, finalizou o secretário.