Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/04/17 às 11h08 - Atualizado em 30/10/18 às 15h17

Segurança do paciente é debatida em hospitais públicos

Objetivo é oferecer mais qualidade no atendimento a pacientes

BRASÍLIA (24/4/17) – O Hospital Regional da Asa Norte (Hran) promoverá, desta segunda-feira (24) até 28 de abril, a Semana da Segurança do Paciente. Com programação vasta, o intuito do evento é aumentar a sensibilidade dos servidores com relação ao tema, que é de extrema importância para garantir qualidade no atendimento e tratamento dos usuários da rede pública de saúde.

“Abril é o mês em que o Ministério da Saúde e a Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária] lançaram, ainda em 2013, portaria e RDC [Resolução da Diretoria Colegiada] que normatizam o Programa Nacional de Segurança do Paciente. Com isso, anualmente, os hospitais que possuem núcleo de segurança do paciente ficam incumbidos de promover atividades que envolvam os profissionais nesta questão”, ressalta a chefe do Núcleo de Qualidade e Segurança do Paciente (NQSP) do Hran, Renata Ferreira Silva.

A Semana de Segurança do Paciente do Hran será aberta às 10h de hoje, no auditório do hospital. A programação segue até sexta-feira (28), sempre pela manhã, com palestras sobre temas como cirurgia segura e uso seguro de medicamentos. (Confira a programação).

WORKSHOP – Em Brazlândia, também em alusão ao mês da segurança do paciente, será realizado um workshop, nesta terça-feira (25), com enfermeiros e técnicos de enfermagem como público-alvo. “Na abertura, às 8h, falaremos sobre a segurança do paciente e suas áreas de atuação. Também sobre os trabalhos desenvolvidos pelo Núcleo de Qualidade e Segurança do Paciente de Brazlândia e os desafios que precisamos transpor”, conta a chefe do NQSP de Brazlândia, Isabel Carvalho.

À tarde serão realizados minicursos sobre cirurgia segura, redução do índice de quedas e lesões por pressão, melhoria de comunicação entre os profissionais de saúde, entre outros. “O workshop vem em um momento muito importante, que é o desenvolvimento da cultura de segurança. No Hospital Regional de Brazlândia esperamos estabelecer essa cultura, mantendo, assim, os nossos pacientes seguros desde o momento que o recebemos até sua alta”, explica Isabel.

IMPLEMENTAÇÃO – O Programa Nacional de Segurança do Paciente foi instituído pela Portaria 529/2013 do Ministério da Saúde, com o objetivo de contribuir para a qualificação do cuidado em todos os estabelecimentos de saúde do território nacional.

Em 2013, a Fiocruz, o Ministério da Saúde e a Anvisa publicaram os seis protocolos básicos de segurança do paciente: identificação do paciente; prevenção de úlcera por pressão; segurança na prescrição, uso e administração de medicamentos; cirurgia segura; prática de higiene das mãos em serviços de saúde; e prevenção de quedas.

Os hospitais da rede pública de saúde do DF ainda estão implementando esses protocolos. “A gerência de risco visita todos os núcleos de segurança dos hospitais para saber como eles estão avançando em relação à segurança do paciente. Além disso, nos reunimos mensalmente com os chefes desses núcleos para que apresentem experiências exitosas na implementação dos protocolos”, observa a gerente de Risco da Vigilância Sanitária, Fabiana Mendes.