Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
31/03/15 às 17h27 - Atualizado em 30/10/18 às 15h12

Seminário orienta atuação das ouvidorias da Secretaria de Saúde

Só no mês de março, foram registradas mais de 2,1 mil manifestações

BRASÍLIA (31/3/15) – Em uma iniciativa para valorizar e fortalecer a atuação das 19 ouvidorias da Secretaria de Saúde foi promovido um ciclo de palestras nesta terça-feira (31), com diversos temas. A primeira palestra foi ministrada pelo Secretário de Saúde, João Batista de Sousa, que reforçou a atuação fundamental do setor durante o período de crise.

“Sabemos que a Saúde está em um momento difícil e a ouvidoria tem o seu papel fortalecido, já que é o canal que o paciente procura para fazer sua avaliação. Essa é a melhor ferramenta de gestão para tomar conhecimento do que está acontecendo e fazer o que é necessário para resolver os eventuais problemas”, destacou João Batista, em sua fala sobre: a importância do papel das ouvidorias nos órgãos públicos.

“A ouvidoria é como um homem de ferro, que não pode declinar e responde pelos aspectos da transparência, participação e boa gestão, indo de encontro ao problema até a sua solução”, complementou a ouvidora geral da Secretaria de Saúde, Denize Bomfim Souza, ao lembrar que o encontro faz alusão ao Dia Nacional do Ouvidor, celebrado em 16 de março.

Segundo o Ouvidor Geral do Distrito Federal, José dos Reis de Oliveira, as ouvidorias em rede são de suma importância para o cidadão. “Nós estamos 'empoderando' a sociedade com a participação social. O cidadão hoje procura a ouvidoria não só para reclamar, mas para elogiar e dar sugestões de melhoria da gestão pública. A ouvidoria é o canal direto de comunicação entre o gestor e o usuário”, complementou.

De acordo com José dos Reis, o GDF possui 89 ouvidorias ao todo, que recebem aproximadamente 9 mil demandas mensalmente. “De primeiro de janeiro a 30 de março deste ano, já temos 25 mil atendimentos”, contabilizou o ouvidor geral.

“O papel da ouvidoria se confunde muito com a redemocratização do país, porque está centrado na ideia da participação popular e no controle, além do aperfeiçoamento dos serviços”, destacou o palestrante do evento, o controlador Geral do DF, Djacyr Cavalcanti. Segundo ele, a Ouvidoria faz parte da transparência. “E essa é uma questão que a sociedade defende e exige na atualidade”, finalizou.

Ouvidoria SES – De acordo com a ouvidora da Secretaria de Saúde, a pasta é uma das que possui o maior número de ouvidorias. Apenas em março, foram registradas 2.172 demandas, sendo 1.206 reclamações, 704 solicitações, 163 elogios, 25 pedidos de informação e sete sugestões.