Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/11/19 às 13h40 - Atualizado em 28/11/19 às 15h49

Servidores do DF e outros estados treinam para atender pacientes diabéticos e hipertensos

COMPARTILHAR

Atuação do Centro de Diabetes e Hipertensão da Região Leste é modelo para o projeto

 

Termina nesta sexta-feira (29) a preparação de servidores do Distrito Federal e de outros estados para operacionalizar o Modelo de Atenção às Condições Crônicas (MACC), a partir do desenvolvimento da assistência, educação, supervisão e pesquisa. O Centro de Atenção em Diabetes e Hipertensão (CADH) da Região de Saúde Leste, que atende crianças, adolescentes e adultos, é considerado modelo para o projeto de Planificação da Atenção Ambulatorial Especializada.

 

O treinamento dos analistas da tutoria de Atenção Ambulatorial Especializada (AAE) do PlanificaSUS está ocorrendo no Espaço Saúde do CADH/CADHIn, na Policlínica do Paranoá. O objetivo é preparar os analistas de Tutoria do PlanificaSUS para capacitar os profissionais dos ambulatórios de outros estados.

 

Participam do encontro servidores de vários estados, entre eles Sergipe, Pernambuco, Bahia, Rio Grande do Norte e Amazonas para operacionalizar o Modelo de Atenção às Condições Crônicas (MACC).

 

A planificação que foi piloto na Região Leste e hoje está sendo adotada em todas as Regiões do Distrito Federal permite a integração entre os níveis de atenção e a integralidade do cuidado do paciente, tendo a Atenção Primária como ordenadora do cuidado ao paciente“, ressalta  a superintendente da Região de Saúde Leste, Raquel Beviláqua.

 

Desenvolvida pelo Conass, a Planificação da Atenção à Saúde (PAS) é um instrumento de gestão e organização da Atenção Primária à Saúde (APS) e da Atenção Ambulatorial Especializada (AAE), que apoia o corpo técnico gerencial das secretarias estaduais e municipais de Saúde na organização de seus micros e macroprocessos.

 

 

Da Agência saúde

Fotos: Dislley Neves/Saúde-DF