Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/03/20 às 18h09 - Atualizado em 4/03/20 às 18h09

Servidores iniciam Curso de Especialização em Vigilância em Saúde

Objetivo é especializar os profissionais para atuarem em diferentes cenários

 

Servidores da Secretaria de Saúde do Distrito Federal participaram, nesta quarta-feira (4), da abertura do Curso de Especialização em Vigilância em Saúde. A capacitação, promovida pela pasta em parceria com o Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital Sírio-Libanês, teve início no auditório do Laboratório Central de Saúde Pública do Distrito Federal (Lacen-DF).

 

O curso de 360 horas/aula é destinado aos trabalhadores do Sistema Único de Saúde (SUS) que atuam nas ações de Vigilância em Saúde. O objetivo é especializar os profissionais para atuar em diferentes cenários, articulando as ações de vigilância, prevenção, promoção e controle de doenças e agravos.

 

Com o avanço do coronavírus no cenário mundial, além da proliferação do mosquito Aedes aegypti no Brasil, preparar os profissionais de saúde do DF para os desafios futuros torna-se uma medida importante, na avaliação do subsecretário de Vigilância à Saúde, Divino Valero.

 

“O curso traz um caráter analítico dos graves problemas no setor da saúde e prepara os profissionais, dentro dessa análise construtivista e crítica, para que sejam formadores de planejamentos estratégicos e operacionais. Assim, vão conseguir formalizar políticas públicas que tragam melhor resolutividade à sociedade”, explicou o gestor.

 

Para o diretor de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde, Cássio Peterka, a iniciativa é uma oportunidade para esclarecer dúvidas dos profissionais sobre os métodos de gestão e atuação nos níveis de atenção Primária e Secundária. “É um curso para discutir, debater e criar conhecimento juntos, que possa elevar o DF a um nível muito melhor do que já tem”, ressaltou.

 

“Qualquer tipo de especialização é fundamental para o nosso trabalho do dia a dia. Para mim, o curso será essencial para o desenvolvimento das ações, tanto nas diretorias de Vigilância Epidemiológica e Sanitária, como de Saúde do Trabalhador”, afirmou o médico Paulo Lisbão, um dos servidores participantes.

 

A iniciativa ocorre em todo o país e integra o Plano Ampliado de Desenvolvimento da Epidemiologia Aplicada aos Serviços do SUS (PADEpiSUS), projeto no âmbito do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS), em conjunto com a Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde.

 

Leandro Cipriano, da Agência Saúde
Fotos: Breno Esaki/Saúde-DF