Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
17/03/17 às 21h17 - Atualizado em 30/10/18 às 15h16

Saúde faz acolhimento dos médicos residentes 2017

COMPARTILHAR

Os 198  profissionais iniciam a formação em várias áreas na rede pública

BRASÍLIA (17/03/2017) – A Secretaria de Saúde do Distrito Federal SES-DF, por meio da Escola Superior de Ciências da Saúde (ESCS), instituição formadora dos residentes da SES-DF, realizou acolhimento dos 198 profissionais residentes que irão iniciar sua formação como especialistas em diversas áreas e atuarão na Rede de Saúde do DF.

O evento de acolhimento foi realizado em três dias, finalizado nesta quinta-feira (16), no auditório da Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (Fepecs), mantenedora da Escs, com a presença da subsecretária de Atenção Integral à Saúde, Martha Gonçalves. A mesa de abertura contou ainda com a participação da gerente de residência da Escs, Vanessa Campos, a coordenadora da comissão de residência multi e uniprofissional, Ana Lúcia Salomon, a presidente da Associação Brasiliense dos Residentes Multiprofissionais, Giovanna Menezes e a docente da Escs Maria Rita Novaes. Atualmente, a Rede conta com 450 profissionais residentes em formação nas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, psicologia, farmácia, fonoaudiologia, serviço social, odontologia, cirurgia bucomaxilofacial e terapia ocupacional.

RECONHECIMENTO – Na ocasião, foram entregues certificados de reconhecimento para os residentes destaque 2014, 2015 e 2016 das residências em: Enfermagem em Centro Cirúrgico, Saúde Mental do Adulto, Enfermagem em Nefrologia, Terapia Intensiva e para algumas autoridades e colaboradores que contribuíram na formação dos residentes.

A enfermeira residente homenageada Mirelle Ferreira, que terminou o programa em 2016, ressalta o valor da residência não só na sua vida profissional. “Já estou no mercado de trabalho atuando na assistência e na área acadêmica, como preceptora em uma instituição privada. A residência é um divisor de águas para quem está saindo da faculdade porque, além da experiência enriquecedora, saímos de lá melhores como cidadãos”, disse Mirelle.

PRÁTICA – Para a coordenadora da residência de Enfermagem em Centro Cirúrgico em Rede, Jaqueline Gomes, o programa é fundamental para transformar os residentes em agentes de mudança e multiplicadores no cuidado com a segurança para o paciente.

Para a gerente de Residência da Escs, Vanessa Campos, o objetivo da residência multiprofissional é integrar os saberes de cada categoria profissional visando um plano terapêutico singular à realidade de cada paciente.

“Registramos que estes programas de residência multiprofissional completaram um ano de criação e tem contribuído para a integração de todo o sistema de saúde do Distrito Federal. Assim, a Secretaria de Saúde contribui para a formação de especialistas no Distrito Federal e para todo o país”, disse.