Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
1/10/13 às 20h35 - Atualizado em 30/10/18 às 15h08

SES recebe profissionais da segunda fase do Mais Médicos

COMPARTILHAR

Reforço na atenção básica em equipes da Estratégia de Saúde da Família

Os profissionais inscritos na segunda fase do Programa Mais Médicos, do Governo Federal, participam até quinta-feira (03) de acolhimento na Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES/DF). Dos 14 médicos brasileiros selecionados para o DF, dez se apresentaram nesta terça-feira (1º). Os médicos atuarão na atenção básica, em equipes da Estratégia de Saúde da Família nas regionais de saúde.

Durante os três dias de acolhimento, os profissionais recebem informações sobre o organograma e funcionamento da SES/DF, diretrizes da Política Nacional de Atenção Básica e da linha de cuidados dos ciclos de vida – criança, mulher, adulto, adolescente e idoso, além de temas como hipertensão, diabetes e asma. Na quinta-feira (3), os profissionais vão conhecer as regionais de saúde onde serão lotados e na segunda-feira (7), começam a trabalhar nas unidades básicas de saúde.

“Nosso intuito é fortalecer as Unidades Básicas de Saúde, proporcionando atendimento à população, com a presença desses profissionais. Gradativamente, vamos mudar a visão hospitalocêntrica de que saúde só se realiza no ambiente hospitalar. Ao invés do paciente ir ao hospital para receber tratamento, ele terá os profissionais de saúde nas unidades próximas à sua residência, conforme preconiza a Estratégia de Saúde da Família”, comenta a subsecretária de Atenção Primária à Saúde, Rosalina Sudo.

Na primeira fase do Programa Mais Médicos, dos 15 profissionais selecionados, sete assumiram as atividades no dia 9 de setembro, nas unidades básicas do Gama, Ceilândia, Recanto das Emas, Brazlândia e Samambaia. Na segunda etapa, além dessas Regionais, os novos médicos serão distribuídos em Santa Maria e Riacho Fundo.

“Quanto à expectativa em atuar nas Unidades Básicas, está dentro do que estudamos desde a nossa formação. No final do curso, passamos por um internato que despertou bastante para a importância da Atenção Primária e agora é a oportunidade que temos para efetuar tanto o que aprendemos, como perceber diferentes realidades”, relata o médico recém-formado pela Universidade de Brasília (UnB), João Paulo Borges.

O Programa
Lançado em julho deste ano, o programa Mais Médicos vai levar profissionais para 516 municípios em todo o país nesta primeira etapa. Os médicos do programa atuarão, por três anos, nas unidades básicas de saúde, recebendo bolsa mensal de R$ 10 mil, custeada pelo Ministério da Saúde.

Patrícia Kavamoto