Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/06/15 às 12h48 - Atualizado em 30/10/18 às 15h12

Sírio-Libanês sinaliza desejo de abrir hospital no DF

COMPARTILHAR

Governo se reúne com representantes da instituição e inicia entendimento para que a segunda unidade do País seja construída em Brasília

BRASÍLIA (18/6/15) – O Hospital Sírio-Libanês tem interesse em construir uma unidade em Brasília. Essa deve ser a segunda do Brasil — a primeira, referência nacional, fica em São Paulo. O governador Rodrigo Rollemberg recebeu, em seu gabinete, o diretor local da instituição, Gustavo Fernandes, e o superintendente de Estratégia Corporativa, Paulo Chapchap, na tarde desta quarta-feira (17). Também participaram do encontro os secretários de Saúde, João Batista de Sousa, e de Planejamento, Orçamento e Gestão, Leany Lemos.

A notícia foi recebida com empolgação. “Estou convicto de que a vinda de um hospital considerado excelente pelo Ministério da Saúde vai ampliar o patamar da saúde em Brasília”, destacou o chefe do Executivo local. O grupo deve voltar a se reunir nos próximos dias para dar continuidade às negociações. Segundo Chapchap, a primeira parte do hospital pode ficar pronta em três anos, depois que definida sua construção.

Os representantes do Sírio-Libanês ainda manifestaram o desejo de fechar parcerias público-privadas para a manutenção de unidades de saúde na capital, nos moldes do que ocorre em São Paulo. “É uma imensa alegria iniciar esse entendimento no mesmo dia do lançamento do decreto que define as regras para que empresas administrem empreendimentos do Estado”, afirmou Rollemberg.

O Hospital Sírio-Libanês é certificado como filantrópico pelo governo federal, com a aprovação e o monitoramento do Ministério da Saúde. Em Brasília, existem duas unidades ambulatoriais da instituição, e uma terceira está em construção.