Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
19/11/13 às 17h03 - Atualizado em 30/10/18 às 15h09

Técnicos da Saúde avaliam Rede Cegonha no DF

COMPARTILHAR

Seminário discute atenção humanizada a gestantes e crianças


Com o objetivo de avaliar os quase dois anos do programa no Distrito Federal, técnicos da Secretaria de Saúde participam nesta terça-feira, 19, do Segundo Seminário de Implantação da Rede Cegonha no DF, no auditório da Legião da Boa Vontade (LBV). A proposta é preparar os profissionais e o sistema de saúde para acolher a gestante e a criança e atendê-las com segurança e o cuidado mais humanizado.

“A adesão do DF ao programa foi uma das decisões mais importantes da nossa gestão. Tem sido um grande desafio a construção dessa rede que passa pela ampliação da estrutura física e da cobertura da atenção primária e por uma mudança das práticas assistenciais”, destaca o secretário de Saúde Rafael Barbosa. Segundo ele, um sistema de saúde que faz 45 mil partos ao ano tem que ter um olhar diferente para esse segmento.

Para a subsecretária de Atenção Primária à Saúde, Rosalina Sudo, muitas coisas foram feitas desde a implantação do programa, no principio de 2012, visando reorganizar o trabalho que já era realizado há muito tempo nas unidades básicas e nos hospitais da SES. “É importante para o gestor, corrigir as falhas”, enfatizou.

Rosalina destaca ainda que é preciso traçar uma linda de cuidados que inclui um pré-natal de qualidade, um parto humanizado e a redução da mortalidade materno e infantil. Já para o subsecretário de Atenção á Saúde, Roberto Bittencourt, o programa é essencialmente um desafio, que muda a maneira de tratar o paciente num momento especial, o nascimento.

Durante o Segundo Seminário de Implantação da Rede Cegonha no DF: Compromisso com a humanização, o acesso e a qualidade da assistência materno-infantil serão realizadas duas mesas redondas, uma reunião plenária e sete oficinas de trabalho.

A primeira mesa tem como tema “o momento atual da Rede Cegonha”. A segunda vai abordar o “Fórum perinatal: experiência coletiva na qualificação da assistência à mulher e à criança”, que tem como moderadora a secretaria da Mulher do DF, Olgamir Amâncio. À tarde, está previsto um relato de experiência da atuação do grupo condutor da região Sul e as oficinas.

A Rede Cegonha é um programa do Sistema Único de Saúde (SUS) que propõe a melhoria e a humanização do atendimento às mulheres durante a gravidez, o parto e o pós-parto e também ao recém- nascido e às crianças até dois anos de idade.

O programa visa oferecer maior disponibilidade de atendimento no pré-natal, garantia de realização de todos os exames necessários, inclusive um exame de ultrassonografia, encaminhamento para atendimento se houver alguma complicação durante a gravidez e vinculação da gestante à maternidade de referência para o parto.

Por Celi Gomes da Agência Saúde DF
Atendimento à imprensa
(61)3348-2547/2539 e 9862-9226