Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/01/21 às 15h55 - Atualizado em 6/01/21 às 16h36

Telhado do Hmib é impermeabilizado e leitos de UTI Neonatal são liberados

Secretaria de Saúde já está realizando a tomada de preços para seleção de empresa que fará a reforma definitiva

 

JURANA LOPES

 

Leitos que estava bloqueados já estão funcionando – Foto: Vinicius de Melo/Agência Brasília

Todos os cinco leitos da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN) do Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib) que estavam bloqueados por conta da infiltração no telhado já estão liberados para uso. A impermeabilização do local foi finalizada pela Companhia Urbanizadora da Capital (Novacap) e a parte que estava interditada por causa do reparo foi liberada nesta quarta-feira (6), na presença do governador em exercício do DF, Paco Britto, do secretário de Saúde, Osnei Okumoto e do diretor administrativo da Novacap, Elzo Bertoldo.

 

“Cinco leitos da UTIN voltaram a funcionar. Na segunda-feira estivemos aqui e prometemos realizar esses reparos em 24 horas. No entanto, voltou em 48 horas porque foi feita a desinfecção do local. O vazamento ocorreu nos leitos 1 e 5, porém toda a ala foi interditada. Hoje, estamos aqui porque o GDF se faz presente em todas as necessidades; inclusive, os recém-nascidos já estão nos leitos”, explica Paco Britto.

 

Reparo foi realizado em 24h e leitos voltaram a funcionar em 48h – Foto: Vinicius de Melo/Agência Brasília

No entanto, o reparo foi feito como uma ação paliativa. Uma obra definitiva vai ocorrer em breve, pois foi constatado um problema na estrutura do prédio, desde a sua construção. Na última reforma, as telhas que deveriam ter sido colocadas sobrepostas foram apenas encaixadas. Isso ocasionou a infiltração.

 

“Este é um problema na estrutura do prédio, desde a sua construção. Com o passar dos anos foram feitas várias reformas, mas com o tempo elas precisam ser refeitas. Agora, faremos a reforma estrutural definitiva para evitar que tenhamos que ficar fazendo reparos paliativos. Tivemos o apoio essencial da Novacap, que fez o laudo da estrutura em dezembro”, informa o secretário de Saúde, Osnei Okumoto.

 

Osnei Okumoto foi acompanhar a impermeabilização do teto da unidade  – Foto: Vinicius de Melo/Agência Brasília

A Secretaria de Saúde já está fazendo a tomada de preços com as empresas que estão participando do pleito para fazer a reforma definitiva. Os orçamentos já estão sendo avaliados pela pasta e, em até 30 dias, deve sair o resultado da empresa ganhadora. A obra definitiva do telhado ficará em torno de R$ 70 mil.

 

O vazamento começou com o aumento das chuvas, em dezembro, prejudicando dois leitos da UTIN; mas, a direção da unidade decidiu bloquear cinco leitos e realocar três deles. Em momento algum os recém-nascidos ficaram desassistidos.

 

Melhorias para acompanhantes

 

Durante a visita do governador em exercício, Paco Britto e do secretário de Saúde, foram entregues 100 poltronas acolchoadas para o hospital, que são utilizadas pelos acompanhantes.

 

Cem cadeiras de acompanhantes foram entregues nesta quarta-feira – Foto: Vinicius de Melo/Agência Brasília

“Como somos um hospital materno infantil, por lei todos os leitos têm que ter acompanhamento, por isso, devem ter as poltronas adequadas para seus acompanhantes”, destaca a diretora administrativa do Hmib, Gláucia Silveira.

 

Hoje, o Hmib possui 25 leitos de Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN), 15 leitos de Unidade de Cuidados Intermediários Neonatais (UCIN), além de 256 leitos de enfermaria, 16 leitos de UTI pediátrica e oito de UTI materna.