Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
30/07/19 às 11h33 - Atualizado em 30/07/19 às 11h44

UPAs começam a receber 132 novos ares-condicionados

Melhoria teve investimento de R$ 268 mil do Iges-DF

 

As seis Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) Distrito Federal começaram a receber, nesta segunda-feira (29), novos aparelhos de ar condicionado. Ao todo, 132 equipamentos velhos e ineficientes serão substituídos – o que garante mais economia de energia, segurança nos procedimentos e conforto aos pacientes e profissionais. O Instituto de Gestão Estratégica de Saúde (Iges-DF), que administra essas estruturas, investiu R$ 268.221,28 nesta melhoria.

 

“Estamos trabalhando conforme determinação do governador Ibaneis Rocha para dar todas as condições necessárias para o funcionamento adequado e humanizado em todas as UPAs. Em breve, elas serão habilitadas para voltar a receber recursos federais, porque estão sendo completamente reestruturadas”, ressaltou o diretor-presidente do Iges-DF, Francisco Araújo.

 

Ao contrário dos aparelhos antigos, que têm alto consumo de energia elétrica e estavam com o sistema de refrigeração insuficiente, os novos equipamentos são do modelo Split, com tecnologia inverter, classe A, ou seja, são os mais econômicos e eficientes do mercados.

 

DISTRIBUIÇÃO – Cada UPA receberá 22 unidades, o que corresponde a aproximadamente 50% do quantitativo. Os aparelhos serão instalados, prioritariamente, nas salas vermelhas e amarelas, onde ficam os pacientes mais graves; no setor de radiologia, que necessita de controle eficiente de temperatura para conservação das máquinas de raio-x, e nos consultórios.

 

Os aparelhos antigos que forem considerados em bom estado de funcionamento substituirão aqueles com menor eficiência nas demais áreas e, após esse remanejamento, os não aproveitados serão devolvidos ao patrimônio da Secretaria de Saúde. Posteriormente, será realizada a substituição definitiva do restante, por outros novos, nas áreas comuns e locais como a sala administrativa e repouso.

 

Da Agência Saúde, com informações do Iges-DF