Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
3/06/19 às 11h45 - Atualizado em 3/06/19 às 13h10

Vacina contra o vírus influenza está disponível para toda a população

 

 

Unidades básicas de saúde estão aplicando as doses restantes da campanha e não haverá reposição do estoque

 

A partir desta segunda-feira (3) a vacinação contra o vírus influenza está disponível para toda a população, conforme determinação do Ministério da Saúde. As doses restantes da campanha nacional de imunização já estão sendo aplicadas nas unidades básicas de saúde de todas as regiões do Distrito Federal. É importante destacar que não haverá reposição do estoque.

 

A campanha voltada ao grupo prioritário terminou na sexta-feira (31). De acordo com os dados parciais, divulgados pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal, 607.905 pessoas foram vacinadas contra a gripe ao longo da campanha, o que corresponde à imunização de 77% do público-alvo. A meta para o DF era vacinar 778.627 pessoas, o que equivale a 90% da população que se enquadra nas regras estabelecidas pelo Ministério da Saúde.

 

Dentro dos grupos prioritários, os idosos representaram a maior parcela, atingindo 100,2% de cobertura vacinal, com 204.144 imunizados. Os funcionários do sistema prisional ficaram em segundo lugar, com 89,3% de cobertura e 21.558 vacinados. Em seguida, as crianças de seis meses a menores de dois anos, com 76,2%, representados por 49.564 imunizados.

 

Os militares tiveram a menor cobertura, com 56,5% e 16.212 vacinados. Depois, as crianças na faixa etária de cinco anos, com 59,7% de cobertura vacinal e 23.786 imunizados.

 

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal alerta que a imunização é uma das medidas mais efetivas para prevenir a gripe grave e suas complicações. Por isso, as pessoas integrantes do público-alvo da campanha de vacinação contra o vírus influenza devem procurar, o quanto antes, as unidades básicas de saúde (UBS) mais próximas de suas residências para serem vacinadas.

 

VACINAS – A vacina preparada para 2019 teve alteração em duas das três cepas que a compõem, e protege contra os três subtipos do vírus da gripe, o H1N1, o H3N2 e influenza B, que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul, segundo indicação da Organização Mundial da Saúde (OMS). De acordo com a área técnica da Secretaria de Saúde, a vacina contra a gripe é segura e reduz as complicações capazes de produzir casos graves da doença.

 

As vacinas utilizadas pelo Programa Nacional de Imunização (PNI), durante a campanha, são constituídas por vírus inativados, fracionados e purificados. Portanto, são totalmente seguras e não causam a doença.

 

 

Da Agência Saúde

Fotos: Breno Esaki/Saúde-DF