Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/08/15 às 20h11 - Atualizado em 30/10/18 às 15h12

Vigilância Sanitária realiza fiscalização de combate ao fumo em estabelecimentos do DF

COMPARTILHAR

Ação faz parte das atividades em alusão ao Dia Nacional De Combate Ao Fumo

BRASÍLIA (27/8/15) – No próximo sábado (29) comemora-se o Dia Nacional de Combate ao Fumo e uma das iniciativas da Secretaria de Saúde do DF será a inspeção em bares e restaurantes pela vigilância sanitária para fiscalizar se estes estabelecimentos estão cumprindo as normas da lei federal 12.546/2011, que proíbe o fumo em locais de uso coletivo. A ação conta ainda com a parceria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Na noite de quarta-feira (26), as equipes da vigilância sanitária do Lago Sul, Asa Norte e Águas Claras inspecionaram 35 bares e restaurantes. Destes, cinco estavam em situação irregular, por isso, tiveram que ser autuados e interditados.

“Desde novembro do ano passado nós já estamos fazendo um trabalho de orientação nos estabelecimentos de Águas Claras, quantos às novas regras determinadas na lei. Na ação de ontem inspecionamos os 20 principais bares e restaurantes da cidade e, destes, dois foram autuados e interditados. Hoje, faremos nova fiscalização em mais 12 localidades”, informou a auditora da vigilância sanitária de Águas Claras, Eliene de Fátima Ramos.

Nesta quinta-feira (27), as fiscalizações acontecerão no Lago Sul, Asa Sul, Águas Claras e Sudoeste. Os principais locais visitados são aqueles com áreas externas e os que permitem o uso de narguilé.

“As ações de orientação e fiscalização têm impacto direto na redução do número de fumantes no DF. Desde quando iniciaram as ações de combate ao fumo, em 1996, os índices diminuíram consideravelmente. Segundo dados da VIGITEL de 2012, em 2006 havia uma prevalência de 16% de fumantes, e em 2012 esse percentual caiu para 10%. Em 1996, a prevalência era de 39,6%”, destacou o diretor da Diretoria de Vigilância Sanitária (Divisa) da SES/DF, Manoel Neto.

CAMPANHA 2015 – A Campanha de Combate ao Fumo deste ano enfoca o uso do narguilé e a iniciação do fumo. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) uma única tragada nele (450 ml) gera um volume de fumaça inalada praticamente igual a de um cigarro inteiro (500 ml). Uma sessão com o utensílio pode ser o mesmo que fumar de 20 a 30 cigarros. O uso do narguilé pode causar dependência e, em longo prazo, câncer de pulmão, boca e bexiga, aterosclerose e doenças respiratórias e coronarianas.