Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
13/05/21 às 15h45 - Atualizado em 13/05/21 às 17h52

Apenas pessoas com deficiência permanente cadastradas no BPC podem agendar vacinação

COMPARTILHAR

As que não recebem o benefício devem aguardar o seguimento da campanha de imunização

 

LÍVIA DAVANZO, DA AGÊNCIA SAÚDE-DF*

 

A vacinação contra a covid-19 para pessoas com comorbidades está em andamento no Distrito Federal. No grupo prioritário, estão pessoas com deficiência que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e que têm entre 18 e 59 anos. A dúvida que paira é se todas as pessoas que têm deficiência serão vacinadas agora. A resposta é não. De acordo com o Programa Nacional de Imunização, neste momento, a vacina está disponível apenas para inscritos no BPC.

 

Vacinação contra a covid-19 no DF atualmente contempla pessoas com comorbidades – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde-DF

Em nota técnica, o Ministério da Saúde explicou que a situação de vulnerabilidade social e econômica torna essa parcela da população ainda mais vulnerável aos impactos da Covid-19. Além disso, reforçou que as demais pessoas com deficiência permanente serão contempladas no seguimento do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 (PNO).

 

Assim, a Secretaria de Saúde reforça novamente que, neste momento, apenas as pessoas com deficiência permanente entre 18 e 59 anos cadastradas no BPC podem fazer o agendamento por meio do site vacina.saude.df.gov.br.

 

Quanto às pessoas com deficiência permanente e que não são beneficiárias do BPC, o subsecretário de Atenção Integral à Saúde, Alexandre Garcia, informa que serão contempladas nas próximas etapas a serem definidas e informadas pelo Ministério da Saúde. “As etapas posteriores virão beneficiar esse grupo. É importante esclarecer que essa definição é orientada pelo Ministério da Saúde. Portanto, devemos aguardar as próximas etapas”, pontua.

 

Vacinação para esse público

 

As pessoas com deficiência permanente cadastradas no BPC, na faixa etária acima mencionada, não precisam apresentar relatório médico. Entretanto, caso seja solicitado na ficha de agendamento, o beneficiário pode apresentar o cartão do programa, o extrato bancário, o comprovante do MEU INSS ou de consulta pública, que comprovem a vinculação ao BPC.

É necessário fazer um cadastro no site vacina.saude.df.gov.br e agendamento posterior, no mesmo site. Entretanto, devido ao fato de alguns indivíduos deste grupo prioritário estarem em situação de vulnerabilidade social e sem acesso à internet, as unidades básicas de saúde foram orientadas a fazer a vacinação mesmo sem agendamento. Porém, neste caso, é necessário comprovar o recebimento do benefício.

 

De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), 17.182 pessoas com deficiência recebem o BPC no Distrito Federal. Esse grupo está recebendo mensagens de texto ou ligações telefônicas para avisar da imunização contra o coronavírus.

 

A ação é uma parceria entre as Secretarias de Desenvolvimento Social (Sedes), da Saúde (SES), de Economia e a Central 156, responsável pelo chamamento. As pessoas que recebem o BPC têm que estar inscritas no Cadastro Único, que, no Distrito Federal, é gerido pela Sedes, que fornece as informações para avisar os usuários.

 

*Com informações da Secretaria de Desenvolvimento Social