Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
9/03/18 às 22h09 - Atualizado em 30/10/18 às 15h19

Atenção primária do DF é elogiada em encontro do Ministério da Saúde

COMPARTILHAR

Conversão do modelo foi considerada ousada por técnicos do órgão

BRASÍLIA (9/3/18) – A conversão do modelo de atenção primária do Distrito Federal para Estratégia Saúde da Família (Converte) foi considerado um projeto ousado e de sucesso. A conclusão é dos participantes do 1º Encontro Distrital para Fortalecimento da Atenção Básica, realizado pelo Departamento de Atenção Básica do Ministério da Saúde, em parceria com a Coordenação de Atenção Primária à Saúde do DF, nessa quarta-feira (7) e quinta-feira (8).

“Estamos acompanhando no DF a experiência de conversão das equipes em Estratégia Saúde da Família. E, neste encontro, foi possível discutirmos, juntos, sobre essa transição, além de propiciar sua divulgação para outros estados e municípios, em uma perspectiva de cooperação horizontal”, disse a coordenadora substituta de Atenção Básica do Ministério da Saúde, Érika Almeida, colocando a equipe técnica da pasta à disposição do Governo de Brasília para buscar formas de garantir a continuidade do projeto para os próximos governos.

A experiência exitosa também foi destacada pelo secretário-executivo do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Jurandi Frutuoso. “O movimento feito no DF para mudar a realidade distrital com o Converte e criar uma maneira nova de pensar a saúde é algo que pouca gente tem coragem de fazer. Muitos tentaram, poucos conseguiram”, frisou, destacando que o DF saiu de 30% para 70% de cobertura em saúde da família.

“A reestruturação da secretaria, com programas bem fundamentados, com mudanças bem executadas, implantadas com dificuldade: eu nunca vi coisa igual. Com todas as dificuldades, eles conseguiram avançar e conseguem agora dar passos importantes para consolidar a lógica de uma secretaria que, se continuar como está, vai dar grandes resultados. Não é fácil se fazer isso, principalmente em capitais”, complementou.

CRESCIMENTO – Presente ao evento, o secretário adjunto de Saúde, Daniel Seabra, destacou esse crescimento durante sua fala na mesa de abertura. “Percebo como a gente tem crescido em relação a atenção primária no DF, com uma realidade de total apoio do governo do DF, muito trabalho da equipe, aproveitando a força de trabalho já existente. Fazendo o movimento de mudança de modelo, de credenciamento de mais equipes, entregando uma melhor saúde à população do DF e oferecendo também uma melhora da condição econômica, já que investir no modelo adequado nos permite captar mais recursos. Nos orgulha muito receber esse primeiro encontro. Sairemos muito mais fortes do que chegamos”, disse.

O objetivo do encontro, primeiro dos 37 que acontecerão em todo o Brasil nos próximos meses, é construir uma agenda conjunta do Governo Federal com os estados e municípios, identificando os principais desafios para a concretização de uma atenção básica acolhedora e resolutiva, capaz de ordenar a Rede de Atenção à Saúde, e propondo estratégias de superação dos desafios.

“Tivemos a possibilidade de discutir, entre gestores e trabalhadores, o cenário atual da Atenção Primária à Saúde no Brasil e no DF, e aprofundar a discussão em temas como Programa Nacional de Melhoria de Acesso e Qualidade, o uso do e-SUS, o Núcleo Ampliado de Saúde da Família e Atenção Básica e a interação entre as equipes de saúde da família e as equipes de saúde bucal”, disse a coordenadora de Atenção Primária à Saúde do DF, Alexandra Gouvêa.

Conheça mais sobre o projeto Converte