Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/06/21 às 16h37 - Atualizado em 29/06/21 às 16h40

Autorizada posse de mais 38 servidores efetivos na Saúde

COMPARTILHAR

Profissionais vão reforçar o atendimento nas UBSs, em hospitais e no Hemocentro de Brasília. Entre eles, 12 são médicos

 

AGÊNCIA SAÚDE-DF

 

A rede pública de saúde vai ganhar 38 novos profissionais, que foram nomeados nesta terça-feira (29) em publicação do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF). São médicos, enfermeiros, fonoaudiólogos, farmacêuticos e técnicos em saúde que chegam para reforçar o atendimento ao público.

 

Foto: Breno Esaki/Agência Saúde-DF

A lista conta com 12 médicos da área de ortopedia e traumatologia, dez enfermeiros – nove obstetras e um de Família e Comunidade –, dois administradores, três farmacêuticos bioquímicos e dois fonoaudiólogos. Além desses, a Fundação Hemocentro de Brasília nomeou profissionais para as áreas de enfermagem, odontologia, técnico administrativo, técnico em hematologia e hemoterapia e técnico em informática. “A convocação dos servidores concursados e a contratação temporária em cargos para os quais não temos cadastro reserva têm sido ações importantes para assegurar assistência à população”, afirma o secretário de Saúde, Osnei Okumoto.

 

Segundo ele, já estão tramitando os processos para realização de concurso público das diversas carreiras da saúde. “Seguimos a diretriz determinada pelo governador Ibaneis Rocha de priorizar as ações necessárias para o fortalecimento da rede pública, em especial no enfrentamento à pandemia”, ressaltou o secretário.

 

Os profissionais serão lotados nas várias unidades de saúde para suprir o déficit nas especialidades e fortalecer o serviço ofertado, fato comemorado pela subsecretária de Gestão de Pessoas, Silene Almeida. “Já zeramos várias especialidades, e esse tem sido o tom da gestão do governador Ibaneis, com o fortalecimento das carreiras e do serviço público de saúde”, avalia.

Segundo a subsecretária, mesmo com as limitações impostas pela Lei Federal nº 173/2020, a Secretaria de Saúde tem aproveitado as vacâncias para nomear os concursados nessas vagas. “Com isso, vamos reforçando as equipes e garantindo uma assistência cada vez melhor à população”, completa.

 

Processo seletivo para 435 profissionais

 

Na segunda-feira (28), o governo autorizou a realização de processo seletivo simplificado para contratação temporária de 435 profissionais da saúde de nível superior e técnico, mais a formação de cadastro reserva. A seleção vem para reforçar o atendimento direto ou indireto na assistência a pacientes confirmados ou suspeitos de covid-19. A jornada de trabalho para todos os cargos é de 40 horas.

 

As vagas são para médicos (50), enfermeiros (70), técnicos de enfermagem (100), auxiliares em saúde – padioleiro (80), técnicos em saúde – motoristas (50), fisioterapeutas (35), psicólogos (40) e assistentes sociais (10).

 

O edital deve ser publicado no início de julho, quando começam as inscrições para enfermeiros e médicos. Para as demais vagas, a previsão é que o edital ocorra na segunda quinzena de julho.

 

Além dessas oportunidades, há a previsão de cadastro reserva igual a 50% do número de vagas autorizadas. O provimento está condicionado à disponibilidade orçamentária e financeira, e a contratação será conforme necessidade, urgência e agravamento da pandemia no DF.

 

Confira, abaixo, as nomeações.

 

Especialista em Saúde

 

2 administradores
1 analista de sistemas
3 farmacêuticos bioquímicos
2 fonoaudiólogos
2 técnicos em comunicação social

Enfermeiros

 

1 enfermeiro de Família e Comunidade
9 enfermeiros obstetras

Médicos

 

12 médicos de ortopedia e traumatologia

Hemocentro

 

1 enfermeiro
1 odontólogo
2 técnicos administrativos
1 técnico em hematologia e hemoterapia
1 técnico em informática