Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/04/18 às 12h48 - Atualizado em 30/10/18 às 15h19

Banco de Leite do HRC ganha novo medidor de acidez

COMPARTILHAR

Ailane Silva, da Agência Saúde

O Banco de Leite do Hospital Regional de Ceilândia recebeu, nesta terça-feira (3), um novo equipamento para medir a acidez do leite materno distribuído aos bebês internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Denominado acidímetro, o aparelho foi doado pela Casa da Amizade de Ceilândia e Associação de Senhoras de Rotarianos de Ceilândia.

“O aparelho contribui para garantir a qualidade do leite, porque quando a acidez está alta compromete a biodisponibilidade do cálcio e os fatores nutricionais suficientes para alimentar o bebê”, disse a coordenadora do Banco de Leite e nutricionista, Débora Keila Sousa.

FOTO BAIXA 3 EQUIPAMENTO DE MEDIR ACIDEZ DO LEITE MATERNO

O equipamento substitui a antiga máquina que estava em funcionamento. Segundo a coordenadora, todo o estoque do alimento deve ser submetido ao acidímetro.

O ciclo começa com a coleta do leite doado por mães voluntárias. Ao chegar ao Banco de Leite, o produto é estocado cru nos refrigeradores.

O controle de qualidade ocorre durante o processamento, quando os frascos vão para o degelo, seleção e classificação. “Verificamos a condição de embalagem, cor, cheiro e se há sujidades, como fios de cabelos ou algum elemento estranho. A partir daí, o leite segue para o acidímetro, onde cada frasco é processado por três vezes”, explicou Débora.

FOTO BAIXA 2 EQUIPAMENTO DE MEDIR ACIDEZ DO LEITE MATERNO

Após essa fase, o leite é pasteurizado na temperatura de 62,5 graus Celsius, por 30 minutos, sendo monitorado a cada 5 minutos e, posteriormente, resfriado para temperatura igual ou inferior a 5 graus.

Antes de ser distribuído, o alimento ainda passar por exames laboratoriais para atestar a qualidade microbiológica, verificando se há presença de microorganismos. O leite só é liberado para o consumo após os resultados do teste.

PRODUÇÃO – Apenas em março, o Banco de Leite do Hospital Regional de Ceilândia coletou 79 litros de leite materno e pasteurizou 110 litros, já que recebeu também o produto de outras unidades. Com isso, distribuiu 84 litros que alimentaram 68 bebês. Ao todo, estão cadastradas 72 mães doadoras, sendo 46 recentemente cadastradas.

O Banco de Leite conta com pediatra, ginecologista, duas nutricionistas, duas enfermeiras, técnicas de enfermagem e uma técnica administrativa.