Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
30/03/17 às 16h54 - Atualizado em 30/10/18 às 15h17

Brasília terá programação para conscientizar sobre Urticária e Angioedema

COMPARTILHAR

Lançamento das atividades ocorrerá na segunda-feira (3) e faz parte da Semana Mundial de Alergia de 2017

BRASÍLIA (30/3/2017) – Uma série de atividades será realizada pela Secretaria de Saúde para conscientizar sobre a Urticária e Angioedema, que são o foco da Semana Mundial de Alergia de 2017, celebrada de 2 a 8 de abril. Com o mote “O que podemos fazer quando as placas e inchaços não desaparecem”, a abertura no Distrito Federal será na segunda-feira (3), às 10h, no Hall do 12º andar do Hospital de Base.

Ao longo da semana, serão oferecidas 15 palestras com duas apresentações de teatro no Hospital da Criança na próxima terça-feira (4), às 9h, e na sexta-feira (7), às 8h30, na Policlínica de Taguatinga. Confira a programação completa abaixo.

A Coordenadora de Alergia e Imunologia da Secretaria de Saúde, Marta Guidacci, explica que ambas as doenças têm grande impacto na qualidade de vida e podem ser causa de emergências médicas em razão de desencadearem, em casos mais graves, o edema de glote. Esse inchaço na garganta dificulta ou impossibilita a respiração e, consequentemente, leva ao óbito.

“Nós sabemos que 20% da população mundial terá pelo menos um episódio de urticária, que são lesões avermelhadas que podem acometer qualquer parte do corpo, desde o couro cabeludo até o dedão do pé. Aproximadamente 40% dos casos de urticária vem acompanhados de angioedema, que é o inchaço de pálpebras, extremidades e genitália”, explicou.

CARACTERÍSTICAS – Além de placas avermelhadas e quentes, a urticária causa coceira na parte afetada. O surgimento das manchas é rápido e, normalmente, duram pouco tempo. Podem aparecer em qualquer parte do corpo. Além disso, estima-se que a urticária crônica, que tem evolução superior a seis semanas, afete 0,5% a 1% na população em geral. A urticária pode ser causada também pelo estresse, chamada de urticária adrenérgica

Já o angioedema é um inchaço, ou seja, uma elevação da pele acentuada, geralmente sem coceira ou vermelhidão, ocorrendo principalmente em pálpebras, lábios, orelhas, extremidades e genitália. A alergia atinge a parte mais profunda da pele. Estima-se que 10% da população mundial possua diagnóstico apenas de angioedema, que pode ser hereditário.

A urticária e o angioedema podem se apresentar em duas formas: aguda, com duração menor que seis semanas e a crônica, com duração superior a seis semanas de evolução. O alerta da Semana Mundial de Alergia é principalmente para as formas crônica.

As principais causas dessas alergias são medicamentos, alimentos, insetos, infecções, doenças sistêmicas, doenças hereditárias, causas físicas como frio e o calor ou sem causa definida.

DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO – Quando as placas (urticária) e/ou angioedema não desaparecem ou duram mais que seis semanas, o paciente deverá marcar consulta com especialista em Alergia e Imunologia. A identificação da urticária e do angioedema é feita pela história clínica cuidadosa e exame físico. Quando houver necessidade, serão solicitados exames complementares como testes cutâneos ou Prick test, avaliações de imunoglobulina E, e outros.

O tratamento se baseia na identificação e tentativa de eliminação do agente causal, bem como uso de medicamentos prescritos por médicos (se possível, alergistas). Também é necessário evitar o uso de Aspirina, Antiinflamatórios Não Esteroidais, álcool, corantes e conservantes. A internação é indicada quando há risco de morte como dispnéia (falta de ar), hipotensão (diminuição da pressão arterial), bradicardia (diminuição da freqüência cardíaca) e rouquidão.

ATENDIMENTO – Existem ambulatórios específicos para urticária e angioedema na Secretaria de Saúde localizados no Hospital de Base e no Hospital Regional da Asa Norte. Há outros Centros de Referências de Alergia e Imunologia na rede pública de saúde localizados no Hospital da Criança de Brasília, Hospital Materno Infantil de Brasília, Hospital Regional de Sobradinho, Hospital Universitário de Brasília, Policlínica de Taguatinga, Centro de Saúde 1 do Paranoá, Hospital Regional de Ceilândia, Policlínica do Gama e Unidade Básica de Saúde nº 11 de Vicente Pires.

SAIBA – A Semana Mundial de Alergia é uma iniciativa anual da Organização Mundial de Alergia (WAO), em conjunto com suas Sociedades Membros, para aumentar a conscientização sobre doenças alérgicas e distúrbios relacionados. Doenças alérgicas e asma, estão aumentando em prevalência ao redor do mundo.