Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/04/14 às 18h32 - Atualizado em 30/10/18 às 15h10

CAPS AD de Samambaia comemora um ano

COMPARTILHAR

Atividades serão oferecidas para comunidade e usuários 

 

O Centro de Atenção Psicossocial – Álcool e Drogas (CAPS AD III) de Samambaia completa um ano de funcionamento nesta quarta-feira (23), com o registro de acolhimento de mais de 1500 pessoas e famílias. Para comemorar a data, a unidade preparou uma semana especial com diversas atividades voltadas para os usuários e a comunidade.

“O CAPS AD III de Samambaia é fruto do empenho da Secretaria de Saúde no enfrentamento do problema da dependência de drogas. É uma unidade que ajuda a rescrever histórias e transformar vidas”, destacou o gerente da unidade de Samambaia, Ademário Britto.

A abertura das festividades, nesta terça-feira (22), contou com uma roda de terapia comunitária com a participação do público local. Na quarta (23), às 8h30, haverá uma mesa redonda, que discutirá o tema “Os avanços do DF na Política sobre Drogas e a importância da Intersetorialidade na concretização desses ganhos”; além disso, terão várias apresentações culturais realizadas pelos próprios usuários; na quinta (24), os usuários de todos os CAPS do DF participarão, pela manhã, de um campeonato de futebol, e à tarde, visitarão o Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha.

O fechamento das comemorações será na sexta-feira (25), com um encontro de redes, com a participação de representantes civis, do executivo e judiciário, para propor ações, baseadas no papel de cada um, para o trabalho de reinserção social do usuário de álcool e drogas.

CAPS AD III – Samambaia

A unidade, que funciona 24 horas, todos os dias da semana, oferece acolhimento diário, por demanda espontânea, a usuários adultos de álcool e drogas, bem como a seus familiares. Cada paciente tem um projeto terapêutico individual, acompanhado por uma equipe multidisciplinar. São realizados mais de 1000 atendimentos individuais por mês.

A equipe é multiprofissional e interdisciplinar, formada por psicólogos, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais, farmacêuticos, psiquiatras, clínico geral, enfermeiros, técnicos de enfermagem e técnicos administrativos.

São oferecidas, além de atendimento individual e familiar, oficinas terapêuticas e psicossociais, tais como oficinas de música, artesanato, corpo e mente, terapia comunitária, grupos de família, de verbalização, de atividades lúdicas, orientação, de construção da autonomia e estímulo à participação social, entre outros.

“O CAPS AD III de Samambaia é o primeiro do DF e um dos primeiros do país a contar com uma Unidade de Acolhimento Transitório – UA”, ressaltou Ademário Britto.

Os pacientes do CAPS dispõem dos serviços oferecidos pela Unidade de Acolhimento Residencial Transitório (UA), que atua no processo de vulnerabilidades sociais dos pacientes e que tem capacidade para receber até 15 pessoas por vez, com tempo de permanência de no máximo seis meses. Trata-se de um espaço confortável que tenta reproduzir o ambiente residencial para aqueles que estejam em tratamento no CAPS-AD III.

O atendimento abrange, além de moradores de Samambaia, residentes em Taguatinga e Recanto das Emas.

A Secretaria de Saúde conta atualmente com nove Centros de Atenção Psicossocial, voltados especificamente para o atendimento a usuários de álcool e drogas: o CAPS AD III – Rodoviária, CAPS AD II – Itapoã, CAPS AD III – Samambaia, CAPS AD III Infanto-juvenil – Taguatinga, CAPS AD III – Ceilândia, CAPS AD III Infanto-juvenil – Brasília, CAPS AD II – Sobradinho, CAPS AD II – Santa Maria (Flor de Lotus) e CAPS AD II – Guará.

Serviço:
O CAPS AD III de Samambaia está localizado na QS 107, Conj.7, Lotes 3 e 4 – Samambaia Sul.

Por Iêda Oliveira, da Agência Saúde DF

Leia também...