Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
13/02/20 às 20h03 - Atualizado em 14/02/20 às 15h30

Carnaval anima tarde de pacientes e servidores do Hospital de Apoio

COMPARTILHAR

 

O evento contou com música ao vivo cantada por um ex-paciente da unidade

 

Máscaras, sombrinhas de frevo, balões coloridos, samba ao vivo e pacientes, acompanhantes e servidores bem animados. Assim foi a tarde de Carnaval da ala de reabilitação do Hospital de Apoio, nesta quinta-feira (13). O evento é realizado todos os anos e a música fica a cargo de Renato dos Anjos, ex-paciente da unidade.

 

“Quando eu estava internado aqui, sempre que tinha uma atividade diferente, me ajudava muito psicologicamente. Então, me comprometi a vir todos os anos fazer esse trabalho musical para quem está aqui”, diz Renato.

 

Antes de começar a apresentação, o músico conta sua história de recuperação. Aos 27 anos, ele foi acometido pela Síndrome de Guillain-Barré, uma fraqueza muscular de aparecimento súbito causada pelo ataque do sistema imunitário ao sistema nervoso periférico. Depois de alguns meses internado no Hospital de Base, foi encaminhado para reabilitação no Hospital de Apoio.

 

“Ele vir se apresentar e contar a história de superação acaba dando esperança e ânimo aos pacientes que ainda estão se reabilitando”, conta a enfermeira Daniela Martins Bittes, uma das responsáveis pela organização do Carnaval do Apoio. Ela conta que os pacientes ficam animados com o evento, por sair totalmente da rotina de dentro de um hospital.

 

E era justamente assim que estava Cícero do Vale, internado há quase três meses na unidade em razão de uma paralisia parcial ainda sem descobrir a causa. “Eu gosto de samba e a festa está boa e bonita”, disse ele, sem deixar de “batucar” batendo uma das mãos na perna.

 

Além de música e animação, inclusive com participação de dançarinas, o evento teve distribuição de lanche e uma homenagem à médica fisiatra Celi Maria Franain, uma das mais antigas do Hospital de Apoio e que está prestes a se aposentar. A música escolhida foi “A Amizade”, do grupo Fundo de Quintal.

 

 

Alline Martins, da Agência Saúde

Fotos: Geovana Albuquerque/Saúde DF