Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/08/13 às 19h45 - Atualizado em 30/10/18 às 15h06

Ceilândia continua mobilizada contra dengue

COMPARTILHAR

Ações educativas nas escolas da cidade

Mesmo com a temporada de seca, os profissionais que compõem o Geiplan-dengue (Grupo Executivo Intersetorial de Planejamento de Ações e Combate à Dengue) de Ceilândia continuam mobilizados para combater o mosquito transmissor da doença e os principais focos de proliferação.

Em reunião nesta segunda-feira, os membros do grupo decidiram manter as ações educativas em parceria com as escolas da área de abrangência de cada centro de saúde. “Devemos continuar nosso trabalho de prevenção e as crianças são excelentes replicadores das informações recebidas. Elas estão sempre cobrando dos pais atitudes para eliminar os focos de dengue”, relata a coordenadora geral de saúde de Ceilândia, Lucimar Gonçalves Zero.

Durante todo o primeiro semestre foram realizadas ações e campanhas de conscientização da população, incluindo visitas domiciliares pelos agentes comunitários de saúde e agentes de Vigilância Ambiental em cerca de 10.800 residências; palestras em escolas; capacitação de professores da rede pública, blitz na BR 070 em parceria com a Polícia Rodoviária Federal e técnicos da Secretaria de Saúde de Águas Lindas.

Pontos estratégicos de Ceilândia receberam atenção especial como diversas quadras do Setor O, condomínio Sol Nascente e Feira do Produtor. Cinco grandes ações de limpeza na cidade recolheram aproximadamente 750 toneladas de lixo.

O Geiplan-dengue de Ceilândia é composto por diversos órgãos do Governo do Distrito Federal como Secretaria de Saúde, Secretaria de Educação, Administração Regional, Serviço de Limpeza Urbana e Universidade de Brasília.

Na quinta-feira (15), será realizada uma reunião, na Secretaria de Saúde, com todos os grupos intersetoriais para discutir os planos regionais de prevenção da dengue bem como o plano de contingência para enfrentamento de uma possível epidemia da doença.

Em Ceilândia foram notificados 2210 casos suspeitos de dengue, com 884 confirmados. A coordenadora de Saúde, Lucimar Gonçalves, diz que o grande número de notificações se deve á realização do teste rápido em todos os centros de saúde, mas é “preciso que cada morador faça a sua parte, eliminando qualquer foco do mosquito e siga as orientações dadas pelos técnicos para que mais pessoas se contaminem”, reforça Lucimar.

No Distrito Federal foram mais 14.900 casos notificados e 8106 confirmados com a doença.

Regina Célia