Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
16/01/15 às 15h48 - Atualizado em 30/10/18 às 15h11

Centro de Informações Toxicológicas registrou 1704 acidentes com crianças em 2014

COMPARTILHAR

Perigo aumenta durante as férias

BRASÍLIA (16/1/15) – O Centro de Informações Toxicológicas (CIT) da Secretaria de Saúde do Distrito Federal registrou, no ano passado, 1704 acidentes domésticos envolvendo crianças com até quatro anos de idade. O número representa 42,97% de um total de 3996 atendimentos realizados pelo CIT em 2014, por meio de telefone 0800-644 6774.

As intoxicações por ingestão de medicamentos atingiram o maior número, com 726 casos, seguida de 372 ocorrências de intoxicação por produtos de limpeza, 106 por cosméticos e 45 por animais peçonhentos.

O risco de acidentes domésticos aumenta durante as férias, quando as crianças ficam mais tempo em casa. Até os quatro anos de idade os pequenos costumam colocar qualquer coisa na boca, são curiosos e podem ter contato com produtos tóxicos em lugares baixos como gavetas, armários embaixo da pia da cozinha ou do banheiro. Podem ocorrer, por exemplo, traumas, queimaduras, choque, afogamento, picada por animais peçonhentos (escorpião, cobra, aranha), intoxicação por produtos químicos, medicamentos e produtos de limpeza.

As intoxicações mais comuns envolvem produtos encontrados facilmente em casa como remédios, tintas, inseticidas, raticidas, detergente, sabão, soda cáustica, xampus, acetona, sabonetes, loções e plantas. Nem sempre são tomados os cuidados para impedir o acesso da criança a esses produtos.

Quando suspeitar de intoxicação em crianças:
– Mudança repentina de comportamento, com atitudes estranhas.
– Queimaduras ou manchas ao redor da boca ou na pele.
– Respiração ou hálito com cheiro estranho.
– Salivação abundante ou espuma na boca.
– Dor ou queimação na boca, garganta, dor abdominal, náusea, vômito, diarréira.
– Respiração anormal, falta de ar.
– Suor ou tremores intensos.
– Agitação ou sonolência.
– Embalagens de remédios, restos de produtos ou pedaços de plantas perto delas podem ser suspeitos.

O que fazer em caso de intoxicação

– Manter a calma
– Ligar para o CIT 0800 644 6774
– Retirar restos do produto da boca ou da pele e lavar com água corrente.
– Retirar as roupas sujas com o produto e dar banho na criança com água e sabão.
– Procurar atendimento médico e levar a embalagem do produto ou parte da planta para facilitar a identificação.
– Não provocar vômito, a não ser que tenha sido orientado para isso.
– Não dar leite. Ele não tem atividade antiveneno e, em alguns casos, favorece ainda mais a absorção do produto tóxico.
– Em caso de picadas de animais peçonhentos, apenas lavar o local da picada com água e sabão e procurar imediatamente um serviço de saúde.

Como prevenir intoxicações em crianças:

– Nunca deixe as crianças sozinhas. Fique sempre atento.
– Medicamentos, produtos de limpeza e higiene, álcool, tiner, venenos, soda, cosméticos e plantas devem ficar armários altos e trancados, fora do alcance das crianças.
– Não guardar produtos perigosos em embalagem de refrigerante, amaciante ou outro frasco vazio.
– Não aplicar veneno perto da criança, nem deixar que brinquem com embalagens vazias.
– Não chamar remédio de doce, bala, suco para forçar a aceitação. Se alcançá-lo quando sozinha, tomará o frasco todo.
– Cuidado com as plantas em casa. Procure conhecê-las pelos nomes e suas características. Ensine que não devem ser colocadas na boca.
– Evitar entulhos. Manter a casa e o quintal sempre limpos para evitar a presença de animais peçonhentos.
Em caso de dúvidas ou intoxicação o número do CIT é 0800 644 6774.