Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/08/13 às 22h06 - Atualizado em 30/10/18 às 15h06

Começa implantação do novo sistema de classificação de risco em Sobradinho

COMPARTILHAR

Casos graves tem prioridade no atendimento


O sistema de classificação de risco, baseado no protocolo de Manchester, começa a ser implantado nesta quinta-feira (08), na emergência do Hospital Regional de Sobradinho, após treinamento de enfermeiros, gestores, e médicos, que inicialmente trabalharão sob a supervisão de um técnico.

O Protocolo de Manchester, utilizado em 17 países, confere uma cor ao paciente triado – vermelho, laranja, amarelo, verde ou azul – de acordo com os sintomas e a gravidade. Para os doentes que recebem as cores vermelha e laranja, que indicam casos mais graves, o tempo de espera por atendimento deve ser de no máximo dez minutos. Os classificados na cor amarela poderão esperar até 60 minutos e os que recebem as cores verde e azul são casos sem gravidade, em condições de esperar por mais tempo.

“Vamos conseguir acelerar o tempo de classificação, baseando-nos nas respostas do paciente. a cor dele será identificada pelo sistema, a partir de seus sintomas, o que nos permitirá verificar uma prioridade ainda melhor no atendimento”, explica a coordenadora da Política Nacional de Humanização do Hospital de Sobradinho, Lúcia Machado.

Amandda Souza