Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
9/11/12 às 17h06 - Atualizado em 30/10/18 às 14h57

Saúde do Recanto das Emas busca paciente que desiste de tratamento

COMPARTILHAR

Agentes comunitários reforçarão importância da atenção primária

Qual é o paciente que procura a UPA? Porque ele não retorna ao centro de saúde mesmo tendo sido encaminhado com uma guia de consulta? Para obter essas respostas agentes comunitários ligados ao centro de saúde 1 do Recanto das Emas visitarão as casas dos pacientes recebidos na UPA que foram classificados com a cor azul (sem gravidade) e desistiram do atendimento. A Coordenação Regional de Saúde pretende reforçar junto aos moradores que a atenção primária é a melhor solução para os casos que não apresentam urgência ou gravidade.

A UPA segue a classificação de risco adotada pelo Ministério da Saúde. Pacientes classificados em vermelho tem atendimento imediato, os amarelos são atendidos logo em seguida, os verdes são atendidos após o atendimento dos prioritários e os azuis, que não são classificados como emergência, são orientados a procurar o centro de saúde mais próximo de casa.

Segundo o coordenador de saúde do Recanto das Emas, Fábio Alauri Sabino, a questão surgiu quando durante uma reunião entre profisisonais da UPA e da Coordenação, ficou constatado que dos 300 pacientes encaminhados em outubro com guias de consulta da UPA para o centro de saúde 02, localizado na quadra 102, apenas 40 – cerca de 14% – procuraram a unidade. Em relação ao centro de saúde 01, na quadra 307, a situação se repetiu: dos 120 pacientes encaminhados pela UPA, apenas 19 (15%), procuraram a unidade.

“Essas respostas são importantes para nós gestores, para elaborar estratégias para o acolhimento desses pacientes, ou seja, nos permitirá irmos diretamente ao foco”, frisa o coordenador. Para ele, todo o sistema funciona melhor quando o paciente tem confiança na resolução dos seus problemas de saúde mas, para isso, é preciso que procure o serviço de saúde mais adequado para o seu caso.  

Arielce Haine