Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/03/17 às 11h00 - Atualizado em 30/10/18 às 15h16

DF é a capital com menor índice de pessoas com tuberculose

COMPARTILHAR

Dia Mundial de Combate à Tuberculose é comemorado nesta sexta-feira (24)

BRASÍLIA (24/3/17) – O Distrito Federal é a capital do país com a menor incidência de pessoas com tuberculose, segundo dados do Ministério da Saúde. A doença, que pode acometer adultos e crianças, é transmissível por meio da tosse, fala ou espirro, sendo que o primeiro meio de transmissão é o mais comum. Nesta sexta-feira (24), em todo o mundo é celebrado o Dia Mundial de Combate à Tuberculose.

De acordo com Lindivânia Brandão, enfermeira da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Divep) da Secretaria de Saúde, entre os sintomas mais comuns estão a tosse seca ou com secreção, perda de peso, febre ao final da tarde e falta de apetite. “Caso a pessoa apresente tosse por três semanas ou mais, é indicado que ela procure atendimento na unidade de saúde mais próxima de sua residência”, ressalta.

A profissional acrescenta que se trata de um problema de saúde atual, mas que tem cura e os resultados se tornam mais positivos quando a população conhece quais são os sintomas e, com isso, buscam tratamento precoce. “O exame para obter o diagnóstico da tuberculose é feito de forma simples e é oferecido na rede pública de saúde”, explica Lindivânia.

TRATAMENTO – A Secretaria de Saúde oferece o tratamento aos pacientes com tuberculose. A unidade de referência no tratamento da doença, no caso de resistência a um medicamento ou mais, é o Hospital Dia, localizado na 508 Sul.

Ao todo, a rede oferece quatro medicações que devem ser tomadas uma vez ao dia pelo período de seis meses. Segundo Lindivânia, é importante destacar que o tratamento não deve ser interrompido, pois “se o método não for seguido da maneira correta, a pessoa pode desenvolver resistência ao medicamento”.

AÇÃO – A Região Norte de Saúde promoverá uma ação com o intuito de divulgar as linhas de cuidado para pessoas que têm a doença. O evento acontece nesta sexta-feira (24), a partir das 8h30, no auditório do Hospital Regional de Planaltina (HRPL).

Na ocasião haverá apresentação da linha de cuidado e dos indicadores epidemiológicos na capital e na Região Norte, além da indicação do melhor fluxo para o tratamento da pessoa com tuberculose.