Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
13/11/13 às 20h30 - Atualizado em 30/10/18 às 15h09

Monumentos ganharão iluminação especial no Dia Mundial do Diabetes

COMPARTILHAR

Ações contra a doença ocorrem durante todo o ano na SES-DF

O Diabetes, doença que afeta mais de 13 milhões de brasileiros, atinge cerca de 130 mil brasilienses e tem o seu dia mundial nesta quinta-feira, 14 de novembro. Em Brasília, a Associação de Diabéticos de Brasília e a Sociedade Brasileira de Diabetes Regional DF (SBD DF) em parceria com Secretaria de Saúde do DF, promoverão a iluminação do Palácio do Planalto, o Templo da Boa Vontade e duas redes de drogarias com a cor azul a fim de chamar a atenção para a importância da prevenção.

No Distrito Federal, a prevenção é a grande aposta da Secretaria de Saúde, que por meio da Coordenação Central do Diabetes, integra o movimento global contra a doença com o planejamento e execução de ações educativas nos 66 centros de saúde em todas as regiões administrativas, com o apoio da SBD DF por meio de convênio técnico científico.

Em 2013, por exemplo, o forte dessa prevenção foram as diversas capacitações e treinamentos em diabetes para as equipes multiprofissionais da atenção básica de saúde, ou seja, os profissionais que atuam nos centros, postos e unidades do Programa Saúde da Família. No total, 736 pessoas foram treinadas e aptas a orientar e estimular hábitos de prevenção como uma alimentação equilibrada e exercícios físicos regulares.

Também neste ano foi lançada a capacitação em pé diabético “Passo a Passo”, para o cuidado de pessoas que convivem com a doença e tem o nível de glicose descontrolado. O projeto, em parceria com a Sociedade Brasileira de Diabetes Regional DF, capacitou 58 profissionais em 14 regionais de saúde, de forma a evitar as incapacidades e amputações.

Outra ação promovida foi o “matriciamento em diabetes” para a atenção primária, onde o coordenador de diabetes da regional se desloca até a Unidade Básica de Saúde para fazer o atendimento em conjunto com as equipes locais. A medida faz com que os profissionais tirem suas dúvidas com vistas a uma maior resolução dos casos localmente, sem que o paciente tenha que se deslocar para longe de casa e ter o problema resolvido.

O matriciamento, segundo a enfermeira Ana Angélica Coelho, coordenadora do Programa do Diabetes da Regional de Saúde do Núcleo Bandeirante, é uma ferramenta indispensável porque oferece oportunidade do profissional de saúde de tirar todas as dúvidas sobre determinados casos. “É uma maneira de estimular o nosso profissional a atender melhor e saber que existem técnicas apropriadas para isso”, explica.

A enfermeira, que também é educadora em diabetes, frisa que se trata de uma doença que fatalmente atingirá todas as pessoas. A grande diferença reside no fato de que algumas pessoas a desenvolvem mais cedo e outras mais tarde. “Quem toma muito refrigerante, como muito açúcar e tem uma alimentação desequilibrada, exige muito mais do seu pâncreas e fatalmente desenvolverá a doença bem mais cedo”, exemplifica.

Você sabia?

Todos os centros de saúde da SES-DF contam com o Programa de Prevenção e Controle do Diabetes, que apoia e agiliza o atendimento aos pacientes com glicose alta.

Diabetes é uma doença que se trata com medicação, exercícios físicos, alimentação saudável e equilíbrio psicológico.

O 14 de novembro foi escolhido como o Dia Mundial do Diabetes por ser a data de nascimento do cientista Frederick Banting, que juntamente com Charles Best, conceberam a ideia que levou ao descobrimento da insulina.

Por Arielce Haine, da Agência Saúde DF
Atendimento à Imprensa
(61) 3348-2547/2539 e 9862-9226

Leia também...