Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
2/08/17 às 21h27 - Atualizado em 30/10/18 às 15h18

Encontro no Paranoá discute atenção primária à saúde

COMPARTILHAR

Evento terminará nessa quinta-feira (3)

BRASÍLIA (2/8/17) – O Monitoramento e Avaliação na Atenção Primária é o tema central da 5ª Oficina de Planificação da Atenção Primária à Saúde, aberta, nesta quarta-feira (2), no Paranoá. Com continuação amanhã, o encontro faz parte do Programa Brasília Saudável.

A ação é composta por seis oficinas de capacitação dos gestores e profissionais da Secretaria de Saúde envolvidos no processo de estruturação da atenção primária nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) da rede. O objetivo da iniciativa é ensinar uma nova metodologia para a prestação de atendimento à comunidade.

Os participantes foram divididos em quatro grupos, onde cada um debateu um assunto voltado ao tema central da reunião. Na ocasião, marcaram presença especialistas como médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, nutricionistas, técnicos e agentes comunitários de saúde que integram equipes de Estratégia de Saúde da Família (ESF) na localidade.

Segundo a gerente da UBS 1 do Itapoã, Eleuza Martinelli, a região foi selecionada para receber a primeira série de oficinas da Planificação. “A UBS 1 e 2 foram as escolhidas para serem os laboratórios da etapa prática da qualificação”, explicou. A gestora conta que as oficinas são organizadas em parceria com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

As unidades receberão o projeto-piloto da implantação de uma linha de cuidados voltada para o tratamento de diabetes e hipertensão, doenças que mais causam morbidade e mortalidade no Distrito Federal. Simultaneamente, será criado um ambulatório exclusivo para atendimentos dessa especialidade no Hospital da Região Leste, no Paranoá.

Dayana Trifoni é gerente da UBS 2 do Itapoã. Ela relata que, para ser selecionada como laboratório, a unidade precisou atender critérios como prestar atendimento apenas pelo modelo de Atenção Primária, possuir quantidade razoável de cobertura da população e mais de três equipes de ESF.

BRASÍLIA SAUDÁVEL – O projeto foi lançado em junho de 2016 para fortalecer a atenção primária com foco na Estratégia Saúde da Família. A iniciativa consiste em promover a qualificação técnica dos profissionais dessa área e expandir a cobertura dos serviços, além de melhorar os processos de trabalho.

Estão em andamento ações nesse sentido. Para fortalecer as equipes, houve uma reorganização dos recursos humanos. Os agentes comunitários de saúde foram redistribuídos e tiveram a lotação reorganizada, reforçando o atendimento em áreas mais vulneráveis.

A Secretaria de Saúde também iniciou um processo de fortalecimento da Estratégia Saúde da Família, com a reorganização de equipes para expandir o horário de atendimento.

Confira aqui as fotos.