Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/09/19 às 18h47 - Atualizado em 13/09/19 às 12h10

Escola Superior de Ciências da Saúde comemora 18 anos

COMPARTILHAR

Ela é a única vinculada a uma Secretaria de Saúde e a formar profissionais em Medicina e Enfermagem

 

A Escola Superior de Ciências da Saúde (ESCS) comemorou, nesta quarta-feira (11), 18 anos de existência. Para celebrar a data, foi realizada uma solenidade na unidade, envolvendo professores, alunos e gestores da instituição mantida pela Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde.

 

O evento foi aberto pelo diretor da escola, Ubirajara Picanço Junior, que ao destacar o valor da instituição, passou a palavra aos discentes de enfermagem, Gabrielly de Araújo, e de medicina José Renato Nóbrega. Os coordenados de ambos os cursos também tiveram cinco minutos de fala e posteriormente foi apresentado um vídeo contando a história da instituição.

 

HISTÓRIA –  A ESCS é a única escola de ensino superior vinculada a uma Secretaria de Saúde, formando médicos e enfermeiros com perfil para atendimento às exigências do mercado de trabalho e fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS). A Secretaria de Saúde do Distrito Federal cede servidores para a escola até a criação do quadro próprio, além de instalações prediais, que são a sede na Asa Norte, e a Escola de Enfermagem, em Samambaia. A instituição, porém, tem autonomia administrativa e financeira, com dotação orçamentária própria, repassada pelo Governo do Distrito Federal.

 

A escola é mantida pela Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (Fepecs), com finalidade de ministrar, desenvolver e aperfeiçoar o ensino/aprendizagem das Ciências da Saúde, com cursos de graduação em Medicina e Enfermagem; pós-graduação lato sensu e stricto sensu; e extensão, com cursos, mini-cursos e projetos. O processo de ensino/aprendizagem promove a articulação teoria e prática desde o primeiro ano dos cursos.

 

Atualmente, a ESCS conta com 767 estudantes matriculados, sendo 518 no em Medicina e 249 em Enfermagem. Na área de especialização Lato Sensu, a ESCS capitaneia a gestão pedagógica dos Programas de Residência Médica e em Áreas Profissionais de Saúde da secretaria, contando com 48 especialidades médicas e 15 áreas de concentração multiprofissionais de saúde.

 

Na área de pós-graduação stricto sensu são oferecidos o Mestrado Profissional em Ciências para a Saúde, que iniciou em 2012 e está na oitava turma. O curso tem 38 estudantes matriculados e titulou cerca de 100 mestres em Ciências para a Saúde.

 

A ESCS também apoia atividades de pesquisa na área da saúde, por intermédio de programas de iniciação científica mantidos pela própria escola e pelos órgãos de fomento à graduação e pós-graduação, além de analisar e aprovar os projetos de pesquisa em nome da instituição.

 

RESIDENTES – Há 1.570 residentes cumprindo 471 mil horas de assistência aos pacientes na Secretaria de Saúde, atingindo, aproximadamente,  cinco milhões de horas/ano, sob a supervisão de preceptores, que são servidores efetivos da pasta, sob a gestão das Coordenações de Residências Médicas (Coremes) e Coordenações de Residências Multiprofissionais (Coremu), apoiados pela ESCS.

 

 

Agência Saúde

Fotos: Breno Esaki/ Saúde-DF