Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
9/11/18 às 15h02 - Atualizado em 9/11/18 às 15h31

Experiências inovadoras do 1º Prêmio Saúde Cidadã poderão ser replicadas

 

BRASÍLIA (9/11/2018) – Os três projetos vencedores do 1º Prêmio Saúde Cidadã de 2018 começaram a ser incubadas pela Coordenação de Inovação e Gestão do Conhecimento da Secretaria de Saúde. A ideia é aplicar ferramentas e metodologias práticas para tornar as experiências replicáveis nas Unidades Básicas de Saúde (UBS).

 

“Nosso trabalho consiste em formar grupos de trabalho para fazer o reconhecimento do projeto, uma planilha de riscos e, por fim, a melhoria de processos para mapear as atividades. O resultado dessa incubação será reunir os relatórios para que os gestores tenham acesso a esses produtos para implementá-los, sem dificuldades, em suas regiões”, disse o facilitador do laboratório, Renan Garcia.

 

As iniciativas que poderão ser replicadas são: “Jardins do Morumbi”, que ficou em primeiro lugar e teve como objetivo facilitar o acesso da população aos serviços de saúde, com o uso de espaços físicos cedidos pela comunidade, descentralizando os serviços antes oferecidos exclusivamente na Unidade Básica de Saúde (UBS) 17, na comunidade rural Jardins Morumbi, em Planaltina.

 

Em segundo lugar, ficou a iniciativa “Humanização no atendimento”, com a participação de estudantes da Escola Superior de Ciências em Saúde, e de profissionais da UBS 3, de Taguatinga.

 

Já em terceiro lugar, a Farmácia Viva, do Centro de Referência em Práticas Integrativas em Saúde (Cerpis), com o projeto “Rodas de Conversa sobre Fitoterapia e Plantas Medicinais para a comunidade e profissionais de saúde”.

 

ENTENDA – O 1º Prêmio Saúde Cidadã foi desenhado com o objetivo de mapear as ações inovadoras executadas nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). Promovido pela Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal, em parceria com a Controladoria Geral do Distrito Federal, o Prêmio Saúde Cidadã é parte integrante do Projeto Controladoria na Saúde, que visa fomentar a cidadania de usuários e servidores ao redor das UBS.

 

O que seriam as incubações? Trata-se de uma metodologia de laboratório de experiências, onde foram formados três grupos de trabalho, sendo um para cada experiência premiada. Os grupos são compostos por facilitadores formados pela Rede InovaSES, gestores interessados na experiência e por servidores com iniciativas similares no portfólio de experiências da rede.

 

Os facilitadores aplicaram ferramentas e metodologias práticas que pudessem tornar a experiência replicável nas demais UBS.

 

 

Ailane Silva, da Agência Saúde

Arte: Danielle Freire