Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
2/06/17 às 17h35 - Atualizado em 30/10/18 às 15h17

Hmib é premiado no III Encontro Distrital de Segurança do Paciente

COMPARTILHAR

Unidade foi uma das seis certificadas como destaque nessa área

BRASÍLIA (2/6/17) – O Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib) foi um dos premiados no III Encontro Distrital de Segurança do Paciente e Controle de Infecção – Visa DF, promovido nesta sexta-feira (2), no auditório da Anvisa. A unidade foi uma das seis do Distrito Federal que mais se destacaram nas áreas de segurança do paciente e controle de infecções em 2016. As demais foram os hospitais do Coração do Brasil, Universitário de Brasília, Forças Armadas, Santa Luzia e Home.

“Esse evento é uma oportunidade para discutir maneiras de melhorar a vigilância à saúde, já que estamos demostrando os bons exemplos para multiplicar as experiências exitosas. O Hospital Materno Infantil foi um dos premiados porque é um dos que melhor notifica eventos adversos para a Vigilância”, ressaltou o secretário adjunto de Assistência à Saúde, Daniel Seabra.

A gerente de Risco em Serviços de Saúde da Subsecretaria de Vigilância à Saúde da Secretaria de Saúde, Fabiana Mendes, explica que para receber o certificado de reconhecimento os hospitais são avaliados sobre o cumprimento de regulamentações como a Lei nº 2616, de 1998, que trata do controle de infecção, bem como a Resolução RDC 36/2016, que trata da segurança do paciente.

“Esse é o reconhecimento aos serviços de controle de infecção e de segurança do paciente que desempenharam um bom trabalho. A inspeção envolve também a implantação das seis metas de segurança do paciente”, disse.

A profissional se refere a ações que incluem: identificar os pacientes corretamente, comunicação efetiva, segurança de medicamentos de alta vigilância, cirurgias com local de intervenção correto, risco de infecções associadas aos cuidados de saúde e risco de lesões ao paciente decorrentes de quedas.

No final do evento, além de uma palestra motivacional, os participantes que atuam nas duas áreas puderam compartilhar experiências como a do uso racional de antimicrobianos para evitar resistência bacteriana no Hospital Regional de Taguatinga, além da importância da visita multidisciplinar para estimular ações de cuidados aos pacientes.