Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/05/15 às 13h57 - Atualizado em 30/10/18 às 15h12

Hospital de Base realiza mutirão de cirurgias aos sábados

COMPARTILHAR

O objetivo é reduzir a fila de espera

BRASÍLIA (28/5/15) – A equipe do Centro Cirúrgico do Hospital de Base está diminuindo gradualmente a fila de procedimentos cirurgicos, por meio de mutirão. A média de cirurgias, realizadas aos sábados, é de 7 por dia e atendem pacientes das especialidades de ortopedia, cabeça e pescoço, vascular e mastologia. A ação começou a ser realizada em abril, deste ano, por meio de uma iniciativa das equipes de enfermagem, médica e anestesia e deve ser mantido até o final de 2015.

“A ideia é que consigamos diminuir a fila de espera das cirurgias. Tem muita gente aguardando, mas estamos nos empenhando para que esse número diminua. Por isso, juntamos as equipes de enfermagem, médica e anestesia – com uma média de 21 profissionais – para realizarmos esse trabalho”, destaca o chefe do Centro Cirúrgico do HBDF, Renato Souza.

“Estou muito satisfeito com o atendimento e muito grato aos profissionais do Centro Cirúrgico, além de toda a equipe que acompanhou minha cirurgia”, ressalta Sr. Aloísio Monteiro, 71anos, que passou por cirurgia no último sábado (23) e já se recupera em casa.

MUTIRÃO – São disponibilizadas 3 (três) salas cirúrgicas do Centro Cirúrgico do HBDF para o mutirão. Os procedimentos iniciam pela manhã e terminam, aproximadamente, no final da tarde.

Para a Coordenadora Técnica e Administrativa da área de Enfermagem do Hospital de Base, Jaqueline Gomes, a iniciativa está servindo também para reunir subsídios para pesquisas e planejamento de atividades, além de levantar dimensionamentos de pessoal de enfermagem. “Com esse trabalho, podemos melhorar a assistência prestada, medir a nossa produtividade, e realizar outras pesquisas importantes para a área”, constata Jaqueline.

Outro ganho importante para o Hospital é que a equipe atua dentro do Programa “Cirurgia Segura”, preconizado pelo Ministério da Saúde que visa garantir maior segurança às cirurgias realizadas. “Para podermos seguir nesse parâmetro, fazemos uma série de checagens antes do procedimento e isso garante maior segurança e melhor atendimento ao paciente”, garante Renato.