Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
13/10/17 às 18h23 - Atualizado em 30/10/18 às 15h18

HUB promove 1º Curso Teórico-Prático de Endometriose Profunda

COMPARTILHAR

Inscrições estão abertas até 23 de outubro

BRASÍLIA (13/10/17) – Ginecologistas, urologistas, proctologistas e radiologistas do Distrito Federal poderão se inscrever, até 23 de outubro, para o 1º Curso Teórico-Prático de Endometriose Profunda, promovido pelo Hospital Universitário de Brasília (HUB). Ao todo, serão disponibilizadas 100 vagas para o evento que ocorre de 26 a 28 de outubro.

Os interessados poderão fazer suas inscrições pelo e-mail: cursoendometriosehub@gmail.com. A capacitação tem carga horária de 26h, distribuídas entre aulas teóricas, no auditório, e práticas, no centro cirúrgico, onde haverá a operação de quatro pacientes do HUB que aguardam pelo procedimento. Cada operação será transmitida ao vivo para uma sala de aula. Vale ressaltar que as primeiras 30 inscrições poderão acompanhar a transmissão ao vivo da parte prática.

“O objetivo é chamar a atenção para a endometriose, doença que atinge 8 milhões de mulheres no Brasil, e estimular a profissionalização na área, já que hoje existem poucas equipes capacitadas para operar endometriose profunda”, explica o ginecologista do HUB e coordenador da iniciativa, Frederico Corrêa.

O treinamento é oferecido com o apoio da Associação Brasileira de Endometriose e Ginecologia Minimamente Invasiva (SBE), da Associação de Ginecologia e Obstetrícia de Brasília (SGOB) e da Sociedade Brasiliense de Proctologia (SBrCP).

O QUE É – A doença ocorre quando o endométrio, tecido que reveste o útero, cresce fora da cavidade uterina. O tipo mais grave é a endometriose profunda, caracterizada pela produção de nódulos e lesões que tendem a invadir outros órgãos, principalmente o intestino. O sintoma mais comum é a cólica menstrual forte. “É uma doença benigna, mas que traz muita dor e sofrimento, porque é crônica e pode voltar outras vezes, mexendo não apenas com a mulher, mas com a família inteira”, afirma Frederico.

Segundo ele, o tratamento pode ser clínico, com o uso de hormônios e anticoncepcional para alívio da dor, ou cirúrgico, indicado quando há agravamento dos sintomas e infertilidade. No ambulatório de reprodução humana do HUB, 70% das pacientes têm endometriose, a maioria do tipo profunda.

SERVIÇO

1º Curso Teórico-Prático em Endometriose Profunda

Inscrições: até 23 de outubro pelo e-mail cursoendometriosehub@gmail.com

Datas: 26, 27 e 28 de outubro