Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/12/19 às 16h09 - Atualizado em 18/12/19 às 17h40

Iges-DF apresenta balanço das ações e lança as metas para 2020

COMPARTILHAR

Construção de sete UPAs e melhorias no Hospital de Base estão entre as propostas

 

A direção do Instituto de Gestão e Estratégia de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF) apresentou, nesta quarta-feira (18), no Palácio do Buriti, o balanço das ações de 2019. São iniciativas que melhoram a assistência e os serviços da Secretaria de Saúde do Distrito Federal. O Iges-DF também apresentou as metas para 2020 que incluem a construção de sete Unidades de Pronto Atendimento (UPA) e reformas no Hospital de Base.

 

 

“Trabalhamos muito para o bom funcionamento do Instituto. Mostramos a todos, inclusive à população, que o Instituto vinha para contribuir com a assistência à saúde no Distrito Federal. Foi um período de trabalho árduo, mas com muitas transformações. O trabalho e os resultados foram muito expressivos”, ressaltou o secretário de Saúde, Osnei Okumoto, evidenciando a importância do modelo de gestão para a melhoria da saúde.

 

Entre as ações relacionadas no balanço de gestão do Iges-DF estão as melhorias realizadas em seis Unidades de Pronto Atendimento (UPA), no Hospital de Base e no Hospital de Santa Maria, a contratação de mais de três mil profissionais de saúde e a abertura de 85 leitos nas unidades do Iges-DF.

 

O Instituto também adquiriu, ao longo do ano, uma série de equipamentos, passou a contar com um prédio com cinco pavimentos, galpão com câmeras frias para a criação da Central de Distribuição e Logística de Medicamentos e Equipamentos. Ainda foi lançado o Projeto Humanizar, que recebeu 100 monitores para fazer o acolhimento aos serviços de saúde.

 

“Muito trabalho e muitas coisas foram realizadas durante o ano. Trabalho em conjunto e em parceria. As ações são executadas sempre na busca de uma assistência mais humanizada. Precisamos de dedicação e comprometimento para o cumprimento das metas para 2020”, destaca o diretor-presidente do Iges-DF, Francisco Araújo.

 

METAS– Os diretores do Instituto apresentaram as 15 metas estruturantes para 2020. O conjunto de metas inclui a reforma da eficiência energética, a reestruturação e ampliação dos serviços oncológicos, implementação do novo prontuário eletrônico, implantação de uma plataforma de ensino, reestruturação da Unidade de Psiquiatria, reforma de Bloco de Emergência do Hospital de Base e abertura e habilitação de sete UPAs.

 

O Projeto de Lei nº 748/2019, que viabiliza a implantação das sete UPAs, já foi aprovado. Estão sendo tomadas as providências para garantir a construção de unidades de pronto atendimento nas regiões de Brazlândia, Ceilândia, Gama, Riacho Fundo II, Planaltina, Paranoá e Vicente Pires.

 

Nivania Ramos, da Agência Saúde

Fotos: Divulgação/Saúde-DF