Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
15/03/13 às 18h35 - Atualizado em 30/10/18 às 14h58

Mobilização contra dengue em Ceilândia

COMPARTILHAR

Setor P Sul receberá agentes da Vigilância Ambiental

A 16ª Semana de Prevenção da dengue em Ceilândia começa no dia 18 (segunda-feira), na QNP 10 – P Sul. Agentes de Vigilância Ambiental, das equipes do Programa de Agentes Comunitários e Estratégia Saúde da Família visitarão as residências da quadra para identificar focos do mosquito Aedes Aegypti, orientar os moradores quanto ao preenchimento do formulário onde constam atividades que são feitas em dez minutos para eliminar os focos de dengue e retirar lixo e entulhos das casas. Na quinta e na sexta-feira uma equipe do SLU recolherá os materiais descartados.

No dia 19 (terça-feira) haverá uma “blitz” contra dengue na BR 070, nas proximidades do Condomínio Privê e Setor O. Agentes da Polícia Rodoviária Federal, equipes da Coordenação Geral de Saúde de Ceilândia e da Secretaria de Saúde de Águas Lindas – GO abordarão os motoristas que trafegam na rodovia e entregarão material educativo. “Resolvemos realizar esta ação na BR 070 por ser uma via de ligação com o Entorno e por estarmos com diversos casos de dengue suspeitos na região de Águas Lindas e outras cidades próximas”, informa a Coordenadora Geral de Saúde de Ceilândia, Lucimar da Costa Zero.

Durante toda a semana os professores de todas as escolas de Ceilândia entregarão aos alunos o “cheklist” para que eles possam identificar em casa possíveis focos de dengue e auxiliar os pais a removê-los.

Estas são ações propostas pelo Grupo Intersetorial de Planejamento de Ações e Combate à Dengue (Geiplan), composto por diversos órgãos do Governo do Distrito Federal, como Administração de Ceilândia, SLU e Agefis, além da Universidade de Brasília. desde janeiro já foram realizados eventos de orientação, eliminação de focos e recolhimento de lixo e entulhos em diversas quadras do Setor O e Condomínio Privê.

O Geiplan/Dengue espera que cada morador faça a sua parte, eliminando focos para proliferação do mosquito e seguindo as orientações dadas pelos técnicos da saúde.

Regina Célia